Fotogrametria, o VAR do seu automóvel na Seat

A precisão é fundamental na indústria automóvel

No futebol, um centímetro pode fazer a diferença entre um golo marcado e um fora de jogo. Com a implementação do VAR (Arbitro assistente de vídeo), foi possível aperfeiçoar a precisão na análise desses centímetros de legalidade. Mas e se, em vez de centímetros, estivéssemos a falar de décimas de milímetro, o equivalente à espessura de uma folha de papel? O departamento de Tecnologia de Medição e Meisterbock da SEAT encarrega-se disso, medindo as carroçarias. 

autonews.pt @ 9-6-2021 16:28:10

Até agora, este era um processo semi-manual. No entanto, uma tecnologia inovadora sem contacto chegou para marcar um ponto de viragem na eficiência do processo, quando o veículo já chegou à linha de produção.

O caminho para a precisão. "A fotogrametria é uma tecnologia de medição ótica sem contacto que nos permite capturar milhões de pontos de um objeto através de fotografias, marcando a profundidade e espessura de cada espaço", explica Pedro Vallejo, diretor de Tecnologia de Medição e Meisterbock da SEAT.

Os pontos recolhidos são capturados num mapa colorido que indica se existem desvios em relação à posição ideal. "Na imagem observamos 100% das geometrias do veículo, tanto interiores como exteriores, o que nos garante que, se existirem alterações, estas são imediatamente detetadas", acrescenta Paco Triguero, responsável pela Medição de Peças Internas da SEAT.

Como funciona? Em cada um dos turnos de produção, são selecionados de forma aleatória uns conjuntos de peças da linha de montagem para uma inspeção minuciosa.

Os AGV (robôs automáticos) transportam estes componentes para as instalações de medição. Aí, máquinas de 1.500 metros quadrados com uma cabeça fotográfica começam a trabalhar para garantir que todos os veículos que saem da linha de produção têm as dimensões adequadas. Desta forma, a segurança e o desempenho são certificados e qualquer desvio pode ser recalibrado em tempo útil.


A importância de somar pontos. Uma carroçaria de automóvel é a soma das suas diferentes partes montadas entre si. É por isso que a precisão nas suas medidas deve ser exata.

Atualmente, a fotogrametria assegura que é este o caso. "No total, as máquinas tiram entre 200 a 300 fotografias por conjunto e 1.000 do esqueleto inteiro, o que equivale a medir sete milhões de pontos por conjunto e até 98 milhões de uma carroçaria inteira", explica Paco Triguero. São 9.000 fotografias e até 210 milhões de pontos analisados por dia.

Poupança de tempo. A tecnologia ótica levou a uma poupança até 90% do tempo de medição em comparação com a medição tátil convencional. "Antes, num dia, medíamos três peças, enquanto agora inspecionamos 30 por dia", refere Paco Triguero. "Isto permitiu-nos transformar profundamente a forma como temos vindo a trabalhar nos últimos 20 ou 30 anos, e temos treinado colaboradores através de técnicas altamente qualificadas, e aumentámos exponencialmente a informação que obtemos para que o cliente receba o melhor automóvel possível", comenta Pedro Vallejo. Atualmente, esta técnica está a ser reproduzida na linha do SEAT Leon e do CUPRA Formentor.

Um marco tecnológico. A inclusão da fotogrametria na medição em série, adaptada por e para a SEAT, é um processo pioneiro de inovação na indústria e representa uma melhoria da eficiência na medição em linha, em termos de rapidez, precisão e conetividade. "Somos o primeiro fabricante a fazer uma implementação massiva de medição sem contacto e automatizada em série e conseguimos assegurar que o veículo que sai da linha tem o mesmo nível durante toda a vida da série, como um protótipo perfeito", destaca Pedro Vallejo.

Projetar o futuro. Graças a ferramentas como o Big Data e o Data Science, o grande volume de informação que é agora obtido com fotogrametria servirá no futuro para detetar situações de produção antes de ocorrerem. "Estamos a armazenar todos estes dados para que um algoritmo de machine learning examine a frequência de qualquer desvio", explica Pedro Vallejo. "Agora somos capazes de os localizar e reagir, mas em breve um programa atuará proactivamente: analisará com que frequência são repetidos e fará previsões para recalibrar a máquina que produziu o desvio", conclui o engenheiro.

autonews.pt @ 9-6-2021 16:28:10


Clique aqui para ver mais sobre: Sabia que, Curiosidades sobre Carros / Automóveis