Continental encerra produção na sua fábrica em Palmela

Até ao fim de 2021

A fábrica de Palmela da Continental, que há 25 anos que produz maxilas de travões dianteiros, vai encerrar a laboração. O encerramento desta unidade deve-se à deterioração significativa das condições de mercado e à redução dos volumes de produção. Com cerca de 370 empregos afetados, a Continental vai oferecer um pacote abrangente de compensação aos colaboradores.

autonews.pt @ 24-3-2020 15:23:11

A empresa de tecnologia Continental anunciou o encerramento da produção na sua fábrica automotiva em Palmela até ao fim de 2021. O fecho vai afetar cerca de 370 colaboradores. A Continental tem produzido maxilas de travões dianteiros na fábrica há 25 anos e a razão desta medida é a queda do mercado global de automóveis de passageiros. 

As estimativas atuais são significativamente mais baixas em comparação com as previsões de há um ano e meio e mostram que os volumes da produção automóvel continuam a cair. Esta situação resulta igualmente na redução do mercado de maxilas de travão e, por consequência na redução dos volumes de produção de Palmela.

“A redução dos volumes de produção de automóveis cria uma capacidade excedentária e leva a uma crescente pressão num mercado cada vez mais focado na redução de custos dos custos. Estes efeitos exigem que agrupemos volumes e que usemos efeitos de escala para assegurar a nossa competitividade e para consolidar as nossas fábricas de maxilas de travão na Europa”, informa Bernhard Klumpp, o diretor-geral da unidade de negócios Sistemas Hidráulicos de Travagem da Continental.

O apoio aos colaboradores afetados é a principal prioridade

Atualmente trabalham cerca de 370 colaboradores na fábrica de Palmela. “Estamos conscientes do impacto que esta decisão tem nos nossos colaboradores. O apoio às pessoas em Palmela é a nossa principal prioridade”, afirma Pedro Gaiveo, diretor-geral da fábrica da Continental em Palmela. “Vamos colaborar estreitamente com a Comissão de Trabalhadores para desenvolver um pacote abrangente de compensação. Este pacote vai incluir indemnização e apoio na procura de um novo emprego dentro ou fora da Continental.”

A fábrica de Palmela produz maxilas de travões dianteiros para fabricantes automóveis a nível mundial desde a sua fundação em 1993. Em Portugal, a Continental é um forte empregador com cerca de 3.700 colaboradores em sete diferentes localizações. 

Portugal como mercado, assim como as suas pessoas altamente qualificadas, continua a ser importante para a Continental. Isto reflete-se na já  prevista ampliação da Continental Engineering Services (CES) no Porto. Atualmente, a empresa, que oferece serviços de engenharia a clientes internos e externos, emprega 40 engenheiros. Está previsto o aumento deste número para 150 até 2022.

autonews.pt @ 24-3-2020 15:23:11


Clique aqui para ver mais sobre: Sabia que, Curiosidades sobre Carros / Automóveis