Citroën garante dobradinha e relança o campeonato

No Rali da Turquia (12 a 15 setembro)

Imperiais em termos de fiabilidade e competitividade, os C3 WRC de Sébastien Ogier/Julien Ingrassia e Esapekka Lappi/Janne Ferm assinaram uma retumbante dobradinha na Turquia, resultado que permitiu à dupla francesa regressar à corrida pelo título mundial.

autonews.pt @ 17-9-2019 14:42:00

A tática era clara no seio do Citroën Total World Rally Team para os derradeiros 38,62 quilómetros cronometrados da Etapa de hoje: se Esapekka Lappi e Janne Ferm tinham como missão manter um ritmo adequado, de modo a não arriscar ser surpreendidos, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia teriam de comprovar a validade das suas notas na primeira passagem pelo troço de Marmaris (7,5 km), a primeira especial do dia e, depois, também palco da Power Stage, fechando a parte competitiva do Rali da Turquia, tendo, também, de preservar os pneus nas duas classificativas que as separavam, para que estivessem aptos a dar tudo nesse último troço do rali, garantindo alguns pontos adicionais.

As duplas dos C3 WRC vermelhos cumpriram com o plano estabelecido, tendo Sébastien Ogier e Julien Ingrassia somado 3 mais pontos ao seu pecúlio, fruto do 3º melhor tempo alcançado na Power Stage.

Esta dobradinha, a primeira do Citroën Total World Rally Team desde o Rali da Argentina de 2015, representa a terceira vitória da equipa na presente temporada, depois de Monte Carlo e México, sendo também a 9ª e 10ª subida ao pódio do ano. Também representa o regresso às posições cimeiras do C3 WRC, exemplo de velocidade e robustez ao longo de todo o fim de semana, ilustrando a determinação da equipa em não desistir do campeonato.

Tal ficou evidenciado pela excelente operação realizada por Sébastien Ogier e Julien Ingrassia, que, com este resultado, regressaram à 2ª posição do ranking provisório de Pilotos, estando a apenas a 17 pontos do líder do campeonato, quando estão ainda em discussão 90 pontos, dos últimos três ralis da temporada.

Terceiros a entrar para os troços na Etapa de sexta-feira, Ogier e Ingrassia viram o seu início de rali comprometido por um furo a seis quilómetros do final da primeira classificativa. Mas logo no troço seguinte ascenderiam à 3ª posição, para depois virem a terminar a Etapa no 2º lugar, a 17,7 segundos dos seus companheiros de equipa, fruto, em particular, de dois 3ºs melhores tempos consecutivos. Uma escolha de pneus ousada, feita sob muito forte calor (3 pneus Michelin intermédios e 2 duros) na 2ª Etapa, permitiu-lhes assinar a sua primeira vitória em troços do fim de semana no troço de Yesilbelde (33 km), deixando todas as equipas adversárias a um minuto de distância.

Passando, depois, a limitar os riscos, de modo a preservar o seu capital, não deixariam de registar um 2º melhor tempo na repetição de Yesilbelde, assumindo, com isso, a liderança do rali, apresentando-se, assim, esta manhã numa posição muito boa para garantir a terceira vitória do ano ao volante do C3 WRC, performance que também significa um sétimo pódio para a dupla francesa em 2019.


Tirando o máximo partido da sua ordem inicial de entrada nos troços (9ºs) no primeiro dia, Esapekka Lappi e Janne Ferm colocaram-se em destaque logo na ES 2, com um 2º melhor tempo. Logo a seguir assumiram a liderança do rali, quando fizeram o melhor tempo no troço, o seu primeiro do presente fim de semana. Particularmente serenos e aplicados aos comandos de um C3 WRC perfeito, os finlandeses mantiveram-se, depois, impressionantes, apesar a sua ordem de partida ter-se tornado, entretanto, num handicap em algumas secções muito demolidoras da segunda ronda pelos troços de sexta-feira, contando com um conjunto de pneus nada adequado ao aparecimento de chuva, que entretanto viria a cair.

Apesar disso, garantiam dois novos melhores tempos para o seu pecúlio, tendo, pelo caminho, deixado o motor ir abaixo na ES 12, cedendo o comando da prova aos seus companheiros de equipa. Um pequeno revés que não os impediu de abordarem esta última Etapa numa posição favorável para garantir o seu terceiro pódio da presente época, depois dos 2º lugares alcançados na Suécia e na Finlândia.

RALI DA TURQUIA 2019 - CLASSIFICAÇÃO GERAL (provisória)

Ogier / Ingrassia (Citroën C3 WRC) 3h50’12’’1

Lappi / Ferm (Citroën C3 WRC) +34’’7

Mikkelsen / Jaeger (Hyundai i20 WRC) +1’04’’5

Suninen / Lehtinen (Ford Fiesta WRC) +1’35’’1

Sordo / Del Barrio (Hyundai i20 WRC) +2’25’’9

Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC) +2’59’’1

Meeke / Marshall (Toyota Yaris WRC) +3’53’’3

Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC) +5’34’’8

Tidemand / Floene (Ford Fiesta WRC) +7’22’’9

CAMPEONATO DO MUNDO DE PILOTOS*

Ott Tänak – 210 pontos

Sébastien Ogier – 193 pontos

Thierry Neuville – 180 pontos

Andreas Mikkelsen – 94 pontos

Kris Meeke – 86 pontos

Jari-Matti Latvala – 84 pontos

Teemu Suninen – 83 pontos

Esapekka Lappi – 80 pontos

Elfyn Evans – 78 pontos

Dani Sordo – 72 pontos

*Provisória, ainda sujeita à classificação oficial publicada pela FIA

autonews.pt @ 17-9-2019 14:42:00