O que muda nos pneus Pirelli de Fórmula 1 para 2019

Três cores e cinco variantes de dureza

Esta semana teve inicio o nono ano da era da Pirelli na Fórmula 1, e como tem sido habitual nas ultimas edições, a gama dos compostos foi renovada e por issso a pergunta é sobre podemos esperar dos pneus que vão estrear nos treinos de pré época de Barcelona. E a Pirelli revelou as suas propostas e guardou para si, é claro, alguns segredos.

autonews.pt @ 19-2-2019 13:12:06

Três cores, Cinco compostos

Nos Grandes Prémios de 2019 apenas vamos ver três cores nos flancos dos Slicks P Zero; Branco – Composto mais duro do fim de semana, Amarelo – Para o composto médio e Vermelho – Composto mais macio.

No Total, para esta época vão existir cinco tipos que serão distinguidos por um número que oscila de 1 (mais duro) ao 5 (mais macio).

Todos eles estão à disposição das equipas nos testes de Barcelona, ao longo desta semana. Para os distinguir, as cores habituais foram eliminadas na opção de composto mais duro (C1) e mais macio (C5). C2, C3 e C4 estarão pintados de Branco, Amarelo e Vermelho, respetivamente. Esta distinção só será realizada ao longo destes testes, já que nas corridas apenas vão existir três opções para piso seco.

Protótipos de teste

Para além de estas cinco opções, a Pirelli acrescenta pneus protótipo destinados a testar soluções para o futuro, sem qualquer marcação no flanco.

Estes, irão fazer a sua estreia nos testes de pneus de 2020, durante um programa ao longo do ano, atualmente em desenvolvimento, em que participam todas as equipas. Brevemente, são revelados mais detalhes.


Diferentes temperaturas e pressões

Um dos objetivos para este ano é a redução da temperatura máxima a 80ºC nas mantas térmicas das rodas traseiras, enquanto as dianteiras mantêm os 100º atuais. Com isto, ajuda o aquecimento dos pneus anteriores, além de reduzir o risco de “graining”, especialmente nos casos de temperatura ambiente baixa. Este facto, contribuiu para a redução das pressões a frio.

Carcaça mais estreita

Na época passada, estrearam-se as novas carcaças mais estreitas nos circuitos com um novo asfalto. Este novo desenho procurou prevenir o sobreaquecimento, um objetivo que foi atingido nos testes realizados após cada grande prémio.

Os pneus de este ano seguirão este novo padrão de desenho, mas agora para todos os circuitos do calendário.

NOVO INTERMÉDIO E WET

A gama Pirelli renova por completo a opção do composto intermédio, agora com capacidade de cobrir uma amplitude maior de condições face à versão anterior. Com isto, o ponto de “Crossover” é mais efetivo referente ao composto de Seco e o “Full Wet” ainda possui uma prestação melhor sobre o piso molhado.

Os pneus de chuva foram totalmente renovados, com um perfil redesenhado, que permite agora uma grande resistência à aquaplanagem e melhor manobralidade em caso de chuva extrema.


Apenas uma opção intermédia e full wet

No ano passado foram homologadas duas gamas de pneus full wet e intermédios. Uma para temperaturas elevadas e outra para dias mais frios.

Em 2019, ambas opções foram redesenhadas para aumentar a sua versatilidade, de modo que apenas existirá um único composto de agua e outra intermédia para toda a época.

Faixas de temperatura mais ampla

A temperatura de funcionamento ideal é mais ampla nos compostos de 2019, com o intuito de reduzir a possibilidade de sobreaquecimento.

Por este facto, também aumenta a zona de funcionamento, agora a decorrer entre os 85 e os 140 graus celsius, conforme o tipo de composto utilizado.

autonews.pt @ 19-2-2019 13:12:06