Rui Madeira no Rallye das Camélias

A recordar bons velhos tempos no dia 1 de Dezembro

Rui Madeira vai participar no Rallye das Camélias, prova emblemática do panorama dos ralis nacionais que, este ano, está de regresso às estradas dos concelhos de Cascais, Sintra e Mafra, no dia 1 de Dezembro.

autonews.pt @ 23-11-2018 18:01:29

O “Campeão do Mundo” de Grupo N, de 1995, vai participar ao volante de um Mitsubishi Lancer Evo IX, que partilhará com um navegador muito especial…

Encarando a prova com enorme espírito de descontração, Rui Madeira admite que “esta participação tem um lado simbólico grande. É um rali mítico, às portas de Lisboa, com classificativas lendárias, de que a especial de Sintra é o melhor exemplo. Só por isso não podia faltar, mas há mais razões”, confessa. “Só participei neste rali uma única vez, em 1991, então inserido no Troféu Citroën AX Sport. Mas, na segunda metade da década de 80, foram muitas as vezes em que passei nessas estradas. O sonho em ser piloto não passava de uma utopia, mas eu divertia-me imenso na zona, ao volante de um Mini 1000, com a companhia de um amigo de infância, incansável a tirar e a corrigir notas.”

O amigo era, nem mais nem menos, Miguel Duarte… O popular “Miguel do Dia a Dia” que, volvidos mais de 30 anos, finalmente efetua a primeira prova oficial, ao lado de Rui Madeira: “Algum dia tinha de ser”, reconhece o conhecido empresário de catering. “Vamos divertir-nos imenso, mas quem conhece o ‘Pé de Gesso’ (expressão com que Rui Madeira é conhecido entre os amigos) sabe que ele vai querer andar… a fundo!

Mas há uma vitória que ele já conquistou: ter conseguido arranjar uma ‘bacquet’ para o meu tamanho!”

Com evidente boa disposição, Rui Madeira destaca “o amigo e companheiro inseparável das aventuras desses tempos (e de sempre), com quem há muito estava prometida esta ‘viagem no tempo’… só que agora de capacetes, luvas e com umas dezenas de quilos a mais de lastro.”

A participação é, acima de tudo, “uma homenagem a esses gloriosos tempos”, afirma o piloto de Almada. “Claro que o ´lastro´ que vou levar do lado direito vai tornar a afinação do Mitsubishi Lancer EVO IX num enorme desafio. Vamos ser imbatíveis no peso (risos), mas mais ainda na amizade e na boa disposição dentro do carro. Ou seja, é com um espírito muito especial que vamos participar no Rallye das Camélias. Mas também prometemos que vamos andar depressa e tentar proporcionar espetáculo, pois o muito público que, certamente, estará presente, merece viver momentos de emoção.”

“E lanço o desafio para que saiam de casa e venham ver o Rallye das Camélias. É o regresso dos ralis à Grande Lisboa e logo nas míticas estradas de Sintra. O automobilismo nacional e os ralis, em particular, precisam de uma prova às portas de Lisboa. Não tenho dúvidas que vai ser muito interessante de seguir e com um ambiente ímpar”, afirma Rui Madeira.

Em termos competitivos, o Rallye das Camélias disputa-se no próximo dia 1 de dezembro, em piso de asfalto, num percurso total de 215,85 km, dos quais 69,20 km disputados ao cronómetro, ao longo de sete provas especiais.

autonews.pt @ 23-11-2018 18:01:29