Toyota Gazoo Racing consegue a "dobradinha" no Rali de Portugal

Prova dura, onde o GR Yaris Rally 1 provou ser o mais rápido

A dupla Kalle Rovanperä e Jonne Halttunen vence a 55ª edição do Rali de Portugal e consegue a sua terceira vitória consecutiva no Mundial de ralis: Suécia, Croácia e agora Portugal. 

autonews.pt @ 26-5-2022 12:19:55

Na estreia dos novos carros híbridos em terra, a TOYOTA GAZOO Racing consegue a “dobradinha” em Portugal, com a dupla Elfyn Evans/Scott Martin a terminar em segundo lugar, numa prova dura, onde o GR Yaris Rally 1 provou ser o mais rápido. Takamoto Katsuta teve um desempenho notável e lutou por um lugar no pódio até à power stage final, terminando a prova lusa em quarto lugar da geral.

Com apenas 21 anos, o finlandês, Kalle Rovanperä é o mais novo vencedor de sempre do Rali de Portugal e, com este triunfo, dilata a sua liderança no Campeonato Mundial de Pilotos, que passa a contar com 46 pontos de avanço.

O GR YARIS Rally1 mostrou-se rápido e muito fiável. Com o bom desempenho de Evans e Rovanperä, o Toyota venceu 15 das 19 especiais cronometradas do rali organizado pelo ACP, que assinalou os 50 anos do Mundial de ralis.

Resumo da Prova:

Após a especial de abertura na noite de quinta-feira em Coimbra, o primeiro dia inteiro de prova, na sexta-feira 20 de maio, era composto por oito especiais cronometradas.

De manhã, as três especiais em torno de Arganil foram muito disputadas, com apenas 20 segundos a separar os 10 melhores pilotos. Elfyn Evans mostrou logo ao que vinha, vencendo as duas primeiras especiais e terminando a manhã a apenas meio segundo da liderança.

Sendo líder do campeonato, Kalle Rovanperä esteve em desvantagem por ser o primeiro na estrada, mas terminou a manhã em quarto da geral, seguido, pouco depois, por Sébastien Ogier, em sexto.

À tarde, com o piso degradado, Ogier venceu a SS5, mas sofreu 2 furos consecutivos nas duas especiais seguintes, sendo obrigado a desistir por não ter pneus para substituir. Evans recuperou a liderança do rali na SS5, antes de vencer a SS6. Rovanperä enfrentou um início de tarde difícil devido às condições da estrada, mas acabou por vencer SS7 e SS8 (à frente de Evans), subindo para o segundo lugar da geral. Evans respondeu com um triunfo na super especial de Lousada que encerrou o dia, ficando no topo da tabela de classificação, com 13,6s de vantagem sobre Rovanperä.


O piloto do desafio TGR WRT Next Generation - Takamoto Katsuta e o seu copiloto Aaron Johnston, evitaram problemas, o japonês não evitou um peão em SS6, mas depois estabeleceu o terceiro tempo mais rápido em SS7 e SS8, procurando colocar três GR YARIS Rally1 nas três primeiras posições. Katsuta terminou o dia de sexta-feira em quarto lugar geral, 5,2s do terceiro classificado.

No sábado de manhã, apesar de Rovanperä vencer Cabeceiras de Basto, Evans venceu as outras duas especiais, aumentando a sua vantagem para 18,4 segundos. Rovanperä foi mais rápido à tarde, vencendo as duas primeiras especiais, antes de assumir a liderança com um excelente segundo melhor tempo, já com chuva, em Amarante: Esta foi, até agora, a especial mais longa da época 2022, com 37,24 quilómetros e a chuva tornou as condições extremamente difíceis para quem arrancava para a especial nos últimos lugares, como era o caso de Rovanperä e Evans. Após a escorregadia super especial do Porto, na Foz, os dois pilotos da Toyota terminaram o dia no topo da classificação, separados por apenas 5,7s.

O japonês Katsuta foi o piloto mais próximo de Rovanperä e Evans na maioria das etapas, mostrando ser consistente e rápido ao ponto de passar para o terceiro lugar da geral na primeira passagem por Amarante. Durante a tarde, continuou a aumentar a sua vantagem e, no regresso à Exponor, no sábado, tinha também 5,7s de vantagem sobre o 4º classificado.

Chegado o último dia de cinco especiais, Rovanperä foi o mais rápido na especial de abertura de manhã, venceu novamente na penúltima especial (Felgueiras 2) e selou o triunfo na emblemática Power Stage, de Fafe, garantindo mais uma vez o número máximo de pontos. Naquele que foi o seu primeiro pódio esta época, Evans e o co-piloto Scott Martin terminaram em segundo, a 15,2s.

Com um desempenho extraordinário, o piloto do Programa de desafio TGR WRC Challenge, Takamoto Katsuta, perdeu o segundo pódio da sua carreira por 2,1s. Começou o dia em terceiro lugar e defendeu-se de forma notável. O quarto lugar, coloca Katsuta em terceiro lugar no campeonato de pilotos.

Depois de ser obrigado a desistir na sexta e sábado, Sébastien Ogier reiniciou no último dia para ganhar mais experiência com o GR YARIS Rally1 naquela que foi apenas a sua segunda aparição esta temporada.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO RALLY DE PORTUGAL (www.wrc.com)

1 Kalle Rovanperä/Jonne Halttunen (Toyota GR YARIS Rally1) 3h44m19.2s

2 Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota GR YARIS Rally1) +15.2s

3 Dani Sordo/Cándido Carrera (Hyundai i20 N Rally1) +2m17.3s

4 Takamoto Katsuta/Aaron Johnston (Toyota GR YARIS Rally1) +2m19.4s

5 Thierry Neuville/Martijn Wydaeghe (Hyundai i20 N Rally1) +2m37.8s

6 Ott Tänak/Martin Järveoja (Hyundai i20 N Rally1) +4m45.7s

7 Pierre-Louis Loubet/Vincent Landais (Ford Puma Rally1) +5m52.1s

8 Craig Breen/Paul Nagle (Ford Puma Rally1) +7m03.4s

9 Adrien Fourmaux/Alexandre Coria (Ford Puma Rally1) +8m09.6s

10 Yohan Rossel/Valentin Sarreaud (Citroën C3 Rally2) +13m48.9s

51 Sébastien Ogier/Benjamin Veillas (Toyota GR YARIS Rally1) +2m02.53.2s

autonews.pt @ 26-5-2022 12:19:55

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto, Formula 1, Ralis, Pista, TT