Empresa portuguesa apresenta o EXR SSV, veículo de competição “made in Portugal”

É conhecido o prestígio do campeonato e dos pilotos portugueses no panorama mundial do Todo-o-Terreno e dos Rally Raids. Portugal tem, também, um construtor cada vez mais reconhecido além-fronteiras no desenvolvimento de soluções técnicas para veículos T1 e SSV. 

autonews.pt @ 21-7-2020 16:01:30

Trata-se da Extreme Raid, empresa sedeada em Penafiel e liderada por Fernando Santos, antigo campeão nacional de Ralicross, Autocross e Todo-o-Terreno, que se tornou um dos mais respeitados especialistas europeus na construção de chassis através da DePieres, empresa que deu origem à Extreme Raid.

Agora, a Extreme Raid lança o seu novo protótipo para a categoria SSV, o EXR SSV, um modelo com 180cv de potência e apenas 700kg de peso total, fruto de um chassis totalmente desenhado, desenvolvido e construído em Portugal, que utiliza soluções provenientes da indústria aeroespacial, como a estrutura em aço cromo-molibdénio.

Depois de ter conquistado várias vitórias e títulos com viaturas da categoria T1 em países como Portugal, Espanha e Polónia, e em importantes competições como o Campeonato da Europa e a Taça do Mundo FIA, a crescente procura do mercado pelos SSV/T3 levou a Extreme Raid a criar um departamento dedicado ao desenvolvimento deste tipo de viaturas, alargando a sua a linha de produtos.

O EXR SSV é o resultado desta nova unidade de engenharia e produção da Extreme Raid, que em 2019 já tinha construído três chassis SSV / T3 que participaram no Dakar, por intermédio da equipa do pluricampeão espanhol de TT, Rubén Gracia.

Agora, a empresa portuguesa desenvolveu toda uma nova solução de chassis e ciclística para a base mecânica do Can-Am Maverick X3, um modelo que foi melhorado ao nível da robustez, performance e versatilidade, mantendo os custos de utilização controlados que tornam esta categoria cada vez mais popular nas grandes provas de TT e Rally Raid.


Combinação explosiva

“Como é sabido, o chassis original Can-Am foi desenvolvido para uma utilização de lazer, o que origina algumas limitações quando é utilizado em competição ao mais alto nível, nomeadamente ao nível da robustez do chassis e de outros componentes”, analisa Fernando Santos, diretor-geral da Extreme Raid. “Da base do Can-Am Maverick X3 Turbo 2019, utilizámos o motor com CVT, diferenciais, transmissões, radiadores, eletrónica, coluna e caixa de direção, travões dianteiros (que passaram para trás), tablier, carenagens e faróis dianteiros, carenagens e faróis traseiros, etc.  Basicamente, montámos esta base no nosso chassis de aço cromo-molibdénio, com todas as nossas soluções de ciclística para elevar a performance, cumprindo as especificações regulamentares FIA T3, FIM SSV e ASO SxS. Deste modo temos uma base que pode adaptar-se a várias configurações, como SSV ou T3 aberto para as provas FIM / FIA ou SxS com cabine (com para-brisas) para as provas FIA e Dakar”, explica Fernando Santos.

Menos peso, mais resistência e um comportamento superior. O processo de engenharia e desenvolvimento da Extreme Raid tornou o EXR SSV numa máquina explosiva, que potencia todos os argumentos técnicos destes veículos cada vez mais procurados. O chassis de aço cromo-molibdénio permitiu retirar 90 kg ao peso total, além de agora possuir várias afinações disponíveis, o que não acontecia.

“A robustez geral, o poder de travagem e o comportamento em curva são agora muito superiores”, afirma Fernando Santos. “Agora temos um SSV completamente adaptada ao tipo de Bajas que praticamos na Europa e mesmo para os Rally Raids como o Dakar”.

Tudo para que Portugal venha a produzir, em série, um dos melhores SSV do mundo.

Um sentimento que foi corroborado por Mex Machado dos Santos, um dos pilotos de ralis que não escondia o seu entusiamo após testar o EXR SSV. “Sinceramente, fiquei impressionado com as prestações que este SSV consegue atingir. Em determinados pontos era verdadeiramente alucinante a velocidade de passagem em curva, sobretudo a estabilidade e eficiência, mesmo em mau piso.

O poder de travagem, a resposta do acelerador à saída das curvas, o trabalho das suspensões e a tração são qualquer coisa de fantástico. Adorei a experiência e tenho a certeza que este é um dos melhores SSV do mundo.

Toda a equipa da Extreme Raid está de parabéns”, destacou Mex Machado dos Santos, que em conjunto com Óscar Coelho, ex-piloto e um dos responsáveis técnicos do projeto, fez os primeiros testes dinâmicos com o EXR SSV.

“We Build Racing Cars” é o lema da Extreme Raid. De Portugal para o planeta.

autonews.pt @ 21-7-2020 16:01:30

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto, Formula 1, Ralis, Pista, TT