Alpine A110 TOUR DE CORSE 75

Edição limitada a 150 exemplares

Inspirado no lendário Alpine A110 que competiu no Tour de Corse de 1975, este novo Coupé, de edição limitada, apresenta um desenho icónico e um cockpit inequivocamente desportivo. Construído para os ralis, o Alpine A110 Tour de Corse 75 combina agilidade e desempenho, graças ao seu chassis e ao seu motor de 300cv, transmitindo assim, aos seus passageiros, as sensações do Tour de Corse, o rali das 10.000 curvas.

autonews.pt @ 17-6-2022 15:41:55

A carroçaria amarela contrasta, na perfeição, com o capot e o tejadilho em preto profundo. A icónica decoração de dois tons, em preto e amarelo, é complementada por gráficos a preto e a branco alusivos ao “Tour de Corse 75”.

A assinatura “Tour de Corse 75”, no guarda-lamas dianteiro esquerdo, é acompanhada por um motivo icónico nas portas, um rebordo branco no capot e o número 7 subtilmente estampado na traseira, como uma referência à versão Berlinette de ralis da época. As baquets da Sabelt® são bordadas com a designação Tour de Corse 75 e podem ser equipadas com cintos de segurança de competição.

No exterior, as jantes Grand Prix brancas brilhantes de 18 polegadas e as pinças de travão Brembo®, em tons de laranja, realçam o espírito de competição desta edição limitada.


Só estarão disponíveis 150 unidades do Alpine A110 Tour de Corse 75, todas com placas numeradas de 1 a 150. Esta edição limitada apresenta, também, o novo sistema multimédia da Alpine com AndroidAuto™ e a conectividade Apple Carplay™.

Em França, esta,pode ser reservada, na aplicação da Alpine, a partir de sexta-feira, dia 17 de Junho, às 9 horas da manhã, por 80.000 euros, já com o IVA incluido.

A HISTÓRIA NA PONTA DOS SEUS DEDOS

Em estrada, esta edição limitada do A110 Tour de Corse 75 assume o lugar de um automóvel icónico na lendária prova de asfalto da Córsega, já que a emocionante história da edição de 1975 pode ser vivida e sentida ao volante desta edição limitada.

Inaugurado em 1956, o Tour de Corse é um dos eventos mais emblemáticos do desporto automóvel, particularmente no universo dos ralis. Em 1967, a prova integrou o Campeonato Francês de Ralis e, em 1973, ascendeu ao Campeonato do Mundo de Ralis. Dois anos mais tarde, 77 automóveis partiram para o asfalto corso, mas apenas 22 terminaram, um claro indicador do grau de dificuldade do rali, até porque a edição de 1975 foi palco de muitas surpresas.

O Alpine A110 e o Lancia Stratos HF lutaram arduamente pela vitória e tudo se resumiu à última etapa especial. O A110 manteve sempre uma diferença de entre 5 e 30 segundos antes do último sector cronometrado, mas ambos estabeleceram tempos idênticos nesta batalha final, com o Alpine a ficar a escassos 32 segundos do lugar mais alto do pódio.

autonews.pt @ 17-6-2022 15:41:55

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades