Nissan revela visão Ambition 2030 para potenciar a mobilidade

Serão 15 novos modelos 100% elétricos até 2030 (de um total de 23)

A Nissan Motor revelou a “Nissan Ambition 2030”, a nova visão de longo prazo da empresa com o objetivo de capacitar a mobilidade e não só.  Respondendo às necessidades prementes ambientais, societais e dos consumidores, a Nissan pretende tornar-se uma empresa verdadeiramente sustentável, conduzindo para um mundo mais limpo, seguro e mais inclusivo.  Com esta visão, a Nissan quer oferecer valor estratégico, potenciando viagens que ofereçam experiências confiantes, emocionantes e mais integradas aos seus clientes e através de parcerias, capacitar a sociedade para construir um ecossistema inteligente de mobilidade integrada.

autonews.pt @ 30-11-2021 12:30:30

Ao longo dos próximos dez anos, a Nissan irá oferecer automóveis excitantes e eletrificados e inovações tecnológicas, enquanto expandirá as suas operações a nível global. A visão apoia o objetivo da Nissan de se tornar neutra em carbono ao longo do ciclo de vida dos seus produtos até ao ano fiscal de 2050.

O CEO da Nissan, Makoto Uchida, afirmou: «O papel das empresas para responder às necessidades sociais é cada vez mais crucial.  Com a Nissan Ambition 2030, vamos impulsionar a nova era da eletrificação, avançar tecnologias para reduzir a pegada de carbono e procurar novas oportunidades de negócio. Queremos transformar a Nissan numa empresa sustentável que é verdadeiramente relevante para os clientes e para a sociedade».

Acelerar a mobilidade eletrificada com diversas soluções e experiências

Como pioneira em automóveis elétricos, a Nissan democratizou os VE e investiu na construção de infraestruturas de carregamento e gestão de energia. Ao colocar a eletrificação no centro da sua estratégia de longo prazo com a Nissan Ambition 2030, a empresa pretende acelerar a eletrificação da sua linha de automóveis e a taxa de inovação tecnológica com investimentos de 2 biliões de ienes (cerca de 15,6 mil milhões de euros) nos próximos cinco anos.

Com base nas expectativas dos consumidores para uma gama diversificada de automóveis emocionantes, a Nissan vai introduzir 23 novos modelos eletrificados, incluindo 15 novos 100% elétricos, até ao ano fiscal de 2030, por forma a alcançar mais de 50% de eletrificação a nível global nas suas marcas Nissan e INFINITI.

Com a introdução de 20 novos modelos totalmente elétricos e com motorização e-POWER nos próximos cinco anos, a Nissan pretende aumentar o seu mix de vendas de eletrificação nos principais mercados até ao ano fiscal de 2026, incluindo:

Europa em mais de 75% das vendas;

Japão em mais de 55% das vendas;

China em mais de 40% das vendas;

Estados Unidos em 40% das vendas de VE no ano fiscal de 2030.

«Orgulhamo-nos do nosso longo historial de inovação e do nosso papel na concretização da revolução da mobilidade elétrica. Com a nossa nova ambição, continuamos a assumir a liderança na aceleração da mudança natural para os VEs, criando entusiasmo nos clientes através de uma proposta atraente, impulsionada pelo prazer de condução e facilidade de utilização, criando um mundo mais limpo», disse o COO da Nissan, Ashwani Gupta.

Representando a próxima etapa do futuro eletrificado da Nissan, a empresa revelou também hoje também três novos protótipos que oferecem experiências melhoradas através de sofisticadas soluções tecnológicas. Estes conceitos mostram as possibilidades emocionantes que a Nissan se prepara para fornecer através de uma vasta gama de novos automóveis e ecossistemas avançados.


Incrementar a acessibilidade e a inovação na mobilidade

A ambição da Nissan é apoiar um vasto acesso a uma mobilidade segura e entusiasmante. Para avançar nessa direção, a Nissan continuará a desenvolver as suas tecnologias de baterias de iões de lítio e a introduzir tecnologia sem cobalto para reduzir o custo em 65% até ao ano fiscal de 2028.

A Nissan pretende também lançar um VE com tecnologia de baterias de estado sólido (ASSB) da empresa até ao ano fiscal de 2028 e ter pronta uma fábrica piloto em Yokohama já no ano fiscal de 2024. Com a introdução da avançada tecnologia de ASSB, a Nissan poderá expandir as suas propostas de VEs a outros segmentos e oferecer um desempenho mais dinâmico.

Ao reduzir o tempo de carregamento para um terço, as ASSB tornarão os VE mais eficientes e acessíveis. Além disso, a Nissan espera que a ASSB desça o custo dos conjuntos de baterias para 75 dólares (67 euros) por kWh até ao ano fiscal de 2028 e pretende reduzi-lo ainda mais, para 65 dólares (58 euros) por kWh, para alcançar a paridade de custos entre os automóveis elétricos e a gasolina no futuro.

A Nissan está a criar um sistema global de fornecimento de baterias para atender à crescente procura de automóveis pelos consumidores e apoiar o número crescente dos seus VEs na estrada. Trabalhando com os seus parceiros, a Nissan pretende aumentar a sua capacidade global de produção de baterias para 52GWh até ao ano fiscal de 2026 e 130GWh até ao ano fiscal de 2030.

Através da Nissan Ambition 2030, a empresa também procura alargar os benefícios da mobilidade, fornecendo as suas tecnologias avançadas de assistência ao condutor e inteligência a mais clientes. Estes esforços combinados apoiarão igualmente os compromissos constantes da Nissan no sentido de estabelecer novos serviços e parcerias de mobilidade.

A Nissan pretende expandir a sua tecnologia ProPILOT para mais de 2,5 milhões de automóveis Nissan e INFINITI até ao ano fiscal de 2026. A empresa também desenvolverá as suas tecnologias de automóveis autónomos, com o objetivo de incorporar sistemas LIDAR de próxima geração em praticamente todos os novos modelos até ao ano fiscal de 2030.

Para atender às diferentes necessidades de transporte de diferentes países, a Nissan colaborará com os parceiros mais adequados para a concretização de novos serviços de mobilidade, tendo em vista uma mobilidade mais eficiente nas cidades, bem como uma mobilidade mais sustentável nas zonas rurais.

Ecossistema global para a mobilidade e não só

Para além deste desenvolvimento tecnológico, a Nissan irá localizar o fabrico e o fornecimento para tornar os VE mais competitivos. A Nissan vai expandir o seu conceito exclusivo de hub EV, o EV36Zero, que foi lançado no Reino Unido, para mercados centrais, incluindo Japão, China e EUA. 

O EV36Zero é um ecossistema de fabrico e serviço totalmente integrado que liga a mobilidade e a gestão energética com o objetivo de concretizar a neutralidade carbónica.

Garantir que as baterias dos automóveis se mantêm sustentáveis também continuará a ser uma prioridade para a Nissan com base na sua década de reposição e reciclagem de conhecimentos com energia 4R. A empresa pretende expandir as suas instalações de renovação de baterias para além do Japão, com novas localizações na Europa durante o ano fiscal de 2022 e nos EUA no ano fiscal de 2025.

A infraestrutura de renovação de baterias da Nissan irá apoiar uma economia circular na gestão de energia e a empresa pretende comercializar em larga escala os seus sistemas de Automóvel-para-Tudo (V2E – Vehicle-to-Everything) e de baterias domésticas a partir de meados dos anos 2020. Adicionalmente, a empresa vai investir até 20 mil milhões de ienes (cerca de 156 milhões de euros) até 2026 para instalar infraestruturas de carga.    

À medida que a Nissan aumenta o seu ritmo de inovação na mobilidade, pretende contratar mais de 3.000 colaboradores em investigação e desenvolvimento avançados a nível global, continuando a aumentar a sua força de trabalho atual. A empresa basear-se-á também na colaboração no seio da Aliança, para permitir a poupança de custos e conhecimentos partilhados em áreas como tecnologias neutras em carbono, eletrificação, software e serviços.

Com base no seu plano de transformação Nissan NEXT, a empresa irá alicerçar o seu negócio a longo prazo com uma margem de lucro operacional consolidada superior a 5%.

autonews.pt @ 30-11-2021 12:30:30

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades