Volvo: vendas mundiais com o melhor segundo semestre de sempre

Mundialmente a Volvo Cars vendeu 661.713 automóveis em 2020

A Volvo Cars apresentou hoje os seus resultados de vendas mundiais. Num ano fortemente marcado pelo impacto mundial provocado pela pandemia de COVID-19, a empresa conseguiu atingir o seu melhor segundo semestre da história.

autonews.pt @ 12-1-2021 15:39:06

No primeiro semestre do ano a Volvo Cars conseguiu reagir de forma decisiva para mitigar o impacto da pandemia. Ao reiniciar rapidamente as suas operações, após um breve lock-down, a empresa daria início então a uma forte recuperação, sustentada pelo aumento da procura dos seus modelos eletrificados – gama Recharge.
Em 2020, as vendas destes modelos mais que duplicaram quando comparadas com 2019. Na Europa, o seu peso na percentagem das vendas totais da marca foi de 29% fazendo da Volvo a marca líder na região em  veículos recarregáveis.  Em Portugal essa taxa foi ainda superior, tendo atingido os 53%.
Na China e nos Estados Unidos, os dois maiores mercados individuais para a Volvo, a empresa apresentou resultados anuais de vendas superiores ao ano transacto, recuperando assim na totalidade dos efeitos  provocados pela pandemia na primeira metade do ano.
No primeiro semestre do ano, as vendas mundiais caíram 21%. No entanto, a Volvo Cars retomou no semestre seguinte, a tendência de crescimento evidenciada nos anos recentes, tendo apresentado, a partir de Junho, uma performance sólida que se verificaria em todos os meses. 
No total do 2º semestre de 2020, as vendas mundiais foram de 391.751 unidades, um crescimento de 7,4% quando comparadas com o mesmo período no ano passado.
A nível global, a Volvo Cars vendeu 661.713 automóveis em 2020, um decréscimo de 6,2% em relação a  2019.
Na China, as vendas cresceram 7,5% quando comparadas com 2019 tendo atingido 166.617 unidades. Nos Estados Unidos, as 110.129 viaturas vendidas corresponderam a um aumento de 1,8% em relação ao ano anterior. Em ambos os mercados, a gama de modelos SUV foi responsável pela maior parte destes volumes.
Na Europa, a Volvo Cars evidenciou uma elevada procura da sua linha Recharge nos principais mercados. No acumulado do ano, e devido às fortes restrições provocadas pela pandemia neste continente, as vendas caíram 15,5% em relação a 2019.
A pandemia fez acelerar também o processo de vendas online da Volvo, que continuará a ser uma área chave em 2021. Em 2020, o número de subscrições vendidas online mais que duplicou. As taxas de conquista foram elevadas neste canal, o que suportou o aumento global de market share da marca como um todo.

autonews.pt @ 12-1-2021 15:39:06


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades