Carros e infraestrutura trabalham juntos na condução autónoma urbana

Projeto de pesquisa MEC-View apresenta as suas conclusões

Peões tapados por veículos, ciclistas que passam à frente do carro, autocarros que se aproximam de repente: gerir o tráfego numa cidade pode tornar-se rapidamente uma tarefa difícil. De todas as coisas, a iluminação de rua pode ser aquilo que torna o tráfego urbano mais seguro e fornece aos veículos autónomos uma visão geral da situação do trânsito. Foi este o tema do projeto de pesquisa MEC-View. 

autonews.pt @ 21-7-2020 09:39:40

O projeto exigia que as luzes da rua fossem equipadas com sensores de vídeo e sensores lidar, que usavam tecnologia móvel avançada para fornecer aos veículos informações críticas em tempo real, permitindo detetar obstáculos - sejam outros carros, bicicletas ou peões - de forma rápida e fiável. Após mais de três anos de desenvolvimento, o projeto está pronto para apresentar as suas conclusões.

Os parceiros do projeto, que receberam 5,5 milhões de euros de financiamento por parte do Ministério Federal Alemão da Economia e Energia (BMWi), foram a Bosch, líder do consórcio, juntamente com a Mercedes-Benz, Nokia, Osram, TomTom, IT Designers e as universidades de Duisburg-Essen e Ulm.

O parceiro associado do projeto foi a cidade de Ulm, que nos últimos três anos tem sido o campo de testes para os sensores nas luzes da rua e para a tecnologia de conectividade. As perceções obtidas no projeto serão agora utilizadas para desenvolver ainda mais a tecnologia automóvel, a condução autónoma e a tecnologia móvel. Além disso, a infraestrutura que o projeto construiu estará agora disponível para ser utilizada por outros projetos de pesquisa.

Visão de longo alcance


Atingindo até seis metros de altura, as luzes da rua elevam-se acima do tráfego rodoviário. Elas têm uma visão precisa, por exemplo, do que acontece nos cruzamentos movimentados, e é um conhecimento como esse que os veículos autónomos vão precisar no futuro.

Embora os sistemas de sensores de um veículo - câmaras, radares e sensores de lidar - ofereçam uma visão precisa de 360 graus, a visão do solo - somente do veículo - nem sempre é suficiente para que este detete um peão que possa estar a ser ocultado por um camião, um veículo a surgir de uma entrada oculta ou um ciclista que se aproxima por trás e muda de faixa rapidamente.

"Como o veículo em si não pode ver através das curvas ou das paredes, usamos os sensores das luzes da rua para ampliar o campo de visão dos sensores", afirma o Dr. Rüdiger Walter Henn, que lidera o projeto MEC-View no consórcio liderado pela Bosch.

Os parceiros do projeto desenvolveram o hardware e o software correspondentes para esse fim; o sistema processa as imagens e os sinais dos sensores de infraestrutura, combina-os com mapas digitais de alta resolução (mapas HD) e os transmite ao veículo através do ar.

Nesse momento, os dados são combinados com as informações do sensor do veículo para criar uma imagem precisa da situação, incluindo todos os utilizadores relevantes da estrada.

Transmissão de dados sem fios


Atingindo até seis metros de altura, as luzes da rua elevam-se acima do tráfego rodoviário. Elas têm uma visão precisa, por exemplo, do que acontece nos cruzamentos movimentados, e é um conhecimento como esse que os veículos autónomos vão precisar no futuro.

Embora os sistemas de sensores de um veículo - câmaras, radares e sensores de lidar - ofereçam uma visão precisa de 360 graus, a visão do solo - somente do veículo - nem sempre é suficiente para que este detete um peão que possa estar a ser ocultado por um camião, um veículo a surgir de uma entrada oculta ou um ciclista que se aproxima por trás e muda de faixa rapidamente.

"Como o veículo em si não pode ver através das curvas ou das paredes, usamos os sensores das luzes da rua para ampliar o campo de visão dos sensores", afirma o Dr. Rüdiger Walter Henn, que lidera o projeto MEC-View no consórcio liderado pela Bosch.

Os parceiros do projeto desenvolveram o hardware e o software correspondentes para esse fim; o sistema processa as imagens e os sinais dos sensores de infraestrutura, combina-os com mapas digitais de alta resolução (mapas HD) e os transmite ao veículo através do ar.

Nesse momento, os dados são combinados com as informações do sensor do veículo para criar uma imagem precisa da situação, incluindo todos os utilizadores relevantes da estrada.

Transmissão de dados sem fios

autonews.pt @ 21-7-2020 09:39:40

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades