Administração Trump dá aprovação final para o uso de combustível E15

O milho como fonte de energia

O governo de Trump anunciou na semana passada a aprovação do acesso à gasolina com altas percentagens de etanol, sem restrições relativamente ao período do ano em que pode ser usado. Esta medida poderá impulsionar os preços do milho impulsionar os preços do milho para os produtores e reduzir os custos para os condutores.

autonews.pt @ 14-6-2019 17:41:32

A decisão é uma boa notícia para as associações americanas agrícolas e de combustíveis renováveis têm vindo a pressionar o governo americano para permitir um acesso mais amplo à gasolina com 15% de etanol incorporado, afirmando que desta forma é possível satisfazer a procura por combustível renovável e baixo impacto ecológico e ao mesmo tempo aumentar o valor do milho, uma das fontes possíveis deste tipo de combustível.

O etanol, é também chamado de álcool etílico, é obtido a partir da fermentação de matérias orgânicas como o milho ou cana de açúcar.

Habitualmente nos EUA a maior mistura de metanol com a gasolina estava proibida durante o verão, uma regra de segurança que a indústria de produção do metanol indicava como desatualizada perante os desenvolvimentos tecnológicos verificados. Correntemente o combustível E10 (gasolina com 10% de metanol) é utilizado de forma ampla nos EUA.

Em certa medida esta ação de impulso da economia agrícola e de produção de etanol destina-se a compensar as perdas resultantes da nova política comercial que a administração americana passou a aplicar a importantes mercados cliente como a China, México e Canadá.

A nível mundial os maiores produtores mundiais de etanol são os Estados Unidos e o Brasil, com cerca de 87%. No caso brasileiro a mistura de etanol com gasolina para obtenção de biocombustível pode atingir os 22% (E22).

A adaptação dos motores a gasolina para utilização deste biocombustível é relativamente simples e sem desvantagens do ponto de vista de eficiência e durabilidade mecânica.

autonews.pt @ 14-6-2019 17:41:32