Procura pela máxima perfeição na fábrica Lexus de Motomachi

Onde os artesão e robots trabalham em conjunto

A perícia artesanal Takumi é uma tradição milenar no Japão, país onde o talento é cuidadosamente aperfeiçoado e os ensinamentos são passados de geração em geração, para chegar às mais belas e bem trabalhadas peças.

autonews.pt @ 14-5-2019 11:24:12

O toque humano - o imenso cuidado e a atenção aos detalhes que apenas o homem, ao contrário da tecnologia, pode fornecer - é a espinha dorsal que faz da Lexus e dos seus automóveis tão especiais.

Na fábrica Motomachi da Lexus situada na região de Aichi, no Japão, o coupé de luxo LC é produzido por uma equipa de mestres artesãos Takumi e por colaboradores excecionalmente qualificados, que aplicam o seu profundo conhecimento ao longo de todo o processo.

Reconhecida pelo recurso à alta tecnologia, não é surpresa para ninguém, que tenha sido nesta fábrica pioneira, que engenheiros e especialistas construíram à mão o icónico supercarro LFA. Agora, os mesmos artesãos estão a recorrer às capacidades adquiridas na produção do LFA - como o desenvolvimento de componentes de fibra de carbono e o acabamento manual especializado - para fabricar o LC de acordo com os mesmos padrões de qualidade e cuidado rigoroso.

Desde a produção da carroçaria até o test drive, oito colaboradores (Takumi e outros) especializam-se numa etapa específica do processo de fabrico do LC que inclui, em todas as etapas, uma abordagem prática e rigorosa.

O DNA da marca transmite a ideia de que o toque humano, a mente e o espírito são fundamentais para injetar emoção em todos os Lexus, razão pela qual a fábrica de Motomachi foi projetada para servir a maior máquina alguma vez criada: o corpo humano.

As ferramentas utilizadas pela equipa estão em sintonia com a tecnologia mais recente, projetada para atingir o mais alto nível de perícia. Há tablets à mão, com listas de verificação desenhadas para melhorar a produção, incluindo a deteção de falhas e a garantia de que nenhuma etapa da cadeia é negligenciada.


Por exemplo, no final dos processos de soldadura e montagem de painéis– um dos primeiros passos na produção de um LC - um mestre artesão avalia a precisão do alinhamento do chassi com os seus olhos bem treinados. Trata-se de um processo intenso que equivale a mais de 800 verificações individuais, que recorre a sensores eletrónicos para confirmar a soldagem de cada componente.

Na fábrica da Lexus, a execução das tarefas mais delicadas está na interação harmoniosa entre o artesão Takumi e a tecnologia. Enquanto as máquinas só conseguem identificar falhas para as quais foram treinadas, o Takumi pode alcançar um maior grau de precisão, porque tem o poder de reconhecer imperfeições que podem nunca ter sido detetadas.

A iluminação é outro fator crucial. Assegura a qualidade e permite que os mestres artesãos Takumi de Motomachi detetem os mais pequenos defeitos. Especialmente adaptada, a linha de montagem tem um acabamento todo em branco, do chão ao teto, proporcionando um ambiente de trabalho imaculado e perfeitamente organizado, que potencia a concentração da equipa. Tudo tem o seu devido lugar para garantir que, no caso improvável de um objeto ser colocado fora do lugar, o mesmo irá sobressair.

No final da montagem, o LC passa para uma cabine de vidro futurista cheia de luz, para uma inspeção pormenorizada com 700 pontos de verificação individuais, realizada por dois dos mais habilidosos mestres artesãos Takumi. Dentro da cabine de vidro, há barras de luz LED espaçadas com precisão que, depois de várias experiências meticulosas, foram colocadas em intervalos de 30cm: os testes mostraram que esta é a melhor distância para que o olho humano detete eventuais defeitos.

Sob a iluminação dessas luzes LED espaçadas de forma perfeita, os artesãos examinam pormenores indetetáveis pelos clientes, como o acabamento preciso de todas as superfícies externas e internas, a uniformidade das cores e a operação das peças em funcionamento. Utilizam os seus sentidos para avaliar cada veículo de forma irrepreensível.

O estádio final antes da entrega de um Lexus ao cliente é um test drive, realizado numa pista desenhada por um artesão especializado em desempenho de condução. Esta fase final é outra manifestação da crença da marca no poder da atenção aos pormenores que só os humanos - a maior máquina alguma vez criada - podem fornecer: a Lexus confia no toque altamente sensível do mestre para avaliar o veículo através da condução, bem como na sua confirmação de que todas as peças estão a funcionar com segurança.

É através deste casamento perfeito entre perícia artesanal e emoção, tecnologia de ponta e ambiente de trabalho imaculado, que a Lexus proporciona experiências incríveis a bordo de alguns dos melhores automóveis alguma vez construídos.

autonews.pt @ 14-5-2019 11:24:12