Michelin revela novidade absoluta - Salão de Paris de 2018

O pneu conectado e o pneu “sem ar”

A Michelin mantém-se fiel ao seu encontro com o Salão Automóvel de Paris. Um momento sempre marcante para o Grupo, que vive um novo episódio este ano, com uma exposição em que os protagonistas são produtos de vanguarda e as últimas novidades técnicas. 

autonews.pt @ 9-10-2018 16:25:12

MICHELIN Track Connect: o pneu conectado

No Salão de Paris, os visitantes também podem conhecer pela primeira vez o MICHELIN Track Connect.

Uma solução que oferece aos condutores o primeiro pneu conectado do mercado, que potencia a experiência de conduzir em circuito. Um revolucionário sistema nascido a partir da tecnologia que a Michelin utiliza em competição, e que foi especificamente desenvolvido para o MICHELIN Pilot Sport Cup 2.

O sistema funciona graças à aplicação MICHELIN Track Connect, que deve ser instalada no smartphone do condutor, e aos sensores instalados nos pneus do seu veículo. É assim que o telefone receberá os valores de pressão e de temperatura dos pneus antes, durante e depois de rodar no circuito.

Antes de sair para a pista, a aplicação indicará a pressão recomendável, em função do pneu e das condições do circuito. Durante a sessão, os sensores analisarão as alterações experimentadas, que serão mostradas ao condutor em tempo real, para ajudá-lo na tomada de decisões e na melhoria do tempo por volta. Uma vez concluída a sessão, o condutor recebe uma análise pormenorizada, com todos os dados reunidos. Poderá, assim, realizar os ajustes necessários antes de voltar a sair para o asfalto.


VISION Concept, pneu Michelin para a mobilidade sustentável do futuro

Apresentado no âmbito do Movin’On 2017, o pneu protótipo que a Michelin batizou como VISION também está presente no Salão de Paris. Um representante de exceção do que a Michelin entende por mobilidade sustentável do futuro. Este revolucionário pneu foi criado como um produto personalizável, regenerável, adaptável e ecológico, que quebra os códigos do que até agora se conhece como pneu.

O ADN do VISION assenta em quatro pontos chave. Trata-se de um biopneu, ou seja, é criado a partir de materiais de origem biológica e biodegradáveis. A sua banda de rolamento é obtida através de técnicas de impressão 3D, e é regenerável em função do desgaste e das necessidades de mobilidade.

O VISION dispensa o ar em benefício de uma estrutura alveolar, capaz de suportar o veículo e de garantir todas as qualidades que um pneu deve possuir. E, por último, trata-se de um pneu conectado, capaz de monitorizar e informar o utilizador, em tempo real, sobre o estado da sua banda de rolamento.

Revelando os segredos dos pneus uma vez em utilização

Um dos segredos da qualidade e da fiabilidade dos pneus Michelin são os testes que devem superar antes de chegar ao consumidor final. A exigência técnica de cada produto tem apenas um objetivo: que os condutores possam sentir a segurança dos seus pneus do primeiro ao último quilómetro.

Para isso, a Michelin não só coloca à prova os seus pneus novos, como também assegura que estes continuam a responder quando se aproximam do final da sua vida útil. Porque uma das perguntas que mais inquietam os condutores é tão simples quanto transcendente: “se o nível de performance e segurança dos meus pneus começa a deteriorar-se assim que saio da oficina, como posso saber se ainda conto com a segurança necessária?”.

Atualmente, é uma pergunta para a qual o utilizador final não tem uma resposta simples, dado que não existem testes oficiais que determinem as performances de um pneu quando não é novo. Os estudos realizados pela Michelin mostram que o estado da banda de rolamento do pneu deve ser um indicador fiável para determinar em que estado se encontra.

Por isso, na sua posição enquanto líder do sector, a proposta da Michelin é que os testes que atualmente se efetuam com os pneus novos se realizem nas mesmas condições também com pneus gastos. A recomendação à indústria é que os testes de travagem em piso seco e em piso molhado, imposta para os pneus novos segundo o Regulamento R117 da União Europeia, se realizem de igual modo com pneus gastos. Só assim os utilizadores poderão contar com uma referência sobre o nível de performances e segurança que oferece um pneu à medida que a sua vida útil avança.


Máxima performance do primeiro ao último quilómetro

A experiência que a Michelin adquiriu ao longo dos seus mais de 125 anos de história levou-nos a obter uma gama de pneus que oferecem a máxima qualidade, fiabilidade e performances. Os cinco novos e inovadores pneus presentes no stand da Michelin em Paris obedecem à estratégia “Segurança do primeiro ao último quilómetro” (“Long Lasting Performance”).

Entre eles encontra-se a gama MICHELIN CrossClimate completa, um pneu de verão com certificação de inverno, que já se oferece em variantes para turismos, para SUV e para veículos comerciais.

Também como representante dos pneus que respondem a esta estratégia de oferecer a máxima segurança quando estão novos ou gastos, no Salão de Paris é exibido o MICHELIN Primacy 4, desenvolvido com o foco colocado em melhorar ainda mais as performances sobre piso molhado.

A última novidade da Michelin que se junta a esta gama de pneus, que oferece a máxima aderência em qualquer condição e sobre todo o tipo de superfícies, é o MICHELIN Alpin 6. Este novo pneu de inverno oferece uma performance excelente sobre neve tanto quando é novo como quando está gasto, assim como mais 20%, em média, de vida útil que os seus concorrentes no segmento Premium.

autonews.pt @ 9-10-2018 16:25:12