Assim se explora o futuro

Inteligência artificial para uma condução mais segura

“Alerta de distração! Condutor adormecido". Será desta forma que, no futuro, os automóveis podem avisar os condutores caso detetem que estes estão com os olhos fechados ou se desviam os olhos da estrada. E, com o toque de um botão, poderemos ajustar o nível de opacidade ou transparência dos vidros. 

autonews.pt @ 2-3-2020 11:07:30

Estas são apenas algumas das soluções inovadoras que a SEAT está a trabalhar através do projeto Xplora em Tel Aviv, Israel, um dos pontos mais avançados do planeta a nível tecnológico.  “Se queremos moldar o futuro, precisamos de estar nos ecossistemas mais inovadores”, afirma Stefan Ilijevic, responsável de inovação de produtos da SEAT.

Inteligência artificial para uma condução mais segura. As pálpebras, o ângulo da visão, a posição da cabeça... Um algoritmo analisa as ações do condutor e alerta-o em caso de distração ou sonolência. Também deteta o uso do telemóvel e se o cinto de segurança está colocado.

A SEAT em parceria com a startup Eyesight Technologies trabalha na adaptação deste sistema de monitorização dos seus automóveis. Segundo um relatório da Comissão Europeia, 36% das colisões são causadas por alguma forma de distração e cansaço do condutor nos três segundos que antecedem um acidente.


"O nosso software é a chave da segurança", afirma Tal Krzypow, vice-presidente de produto da Eyesight Technologies. Além disso, pode ser utilizado para identificar o condutor e adaptar-se às suas preferências, desde a temperatura interior até à posição dos espelhos. “Haverá ainda mais benefícios quando o nosso sistema se fundir com outros que, por exemplo, são capazes de detetar um peão. O software será capaz de analisar se o condutor vê o peão e avisá-lo, caso este não o veja”, conclui Tal Krzypow.

Controlo de luz com o toque de um botão. Às vezes, a luz do sol através da janela é ofuscante quando conduzimos. Outras vezes, queremos apenas mais privacidade. O sistema de vidros da Gauzy permite aos utilizadores, carregando num botão, escurecer ou clarear o vidro do pára-brisas, janelas e teto panorâmico: "Desenvolvemos diferentes tipos de filme plástico com moléculas que reagem a um impulso elétrico para  deixar passar mais ou menos luz", afirma Adrian Lofer, co-fundador e responsável de tecnologia da Gauzy, uma empresa de nanotecnologia que colabora com a SEAT. 

“Somos a única empresa no setor das ciência de materiais que trabalha com nanotecnologia baseada em SPD e em cristais líquidos. Ambas as tecnologias permitem que o vidro mude para sombreado ou opaco para oferecer uma experiência personalizada ao utilizador e em seguida, regresse à clareza apropriada para conduzir" acrescenta Adrian Lofer.

autonews.pt @ 2-3-2020 11:07:30


Clique aqui para ver mais sobre: Sabia que, Curiosidades sobre Carros / Automóveis