Toyota Gazoo Racing vence as 24h de Le Mans

Pela segunda vez consecutiva

A TOYOTA GAZOO Racing venceu a 87ª edição das 24 horas de Le Mans com uma “dobradinha” dos híbridos Toyota no circuito de la Sarthe. Depois de várias horas na liderança, a última hora de corrida provou ser dramática para o Toyota TS050 Hybrid #7 de Mike Conway, Kamui Kobayashi e José Maria López. 

autonews.pt @ 18-6-2019 15:33:00

Um furo lento e um erro da equipa a ler os sensores, e a consequente ida à boxe, acabou por ditar a vitória do Toyota TS050 Hybrid #8 de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Fernando Alonso por 16.9 segundos, naquele que é o segundo triunfo consecutivo da TOYOTA GAZOO Racing na prova francesa, que encerra a super-época 2018-2019 do Campeonato do Mundo de Endurance da FIA (WEC).

Na 367ª volta, com uma vantagem de mais de dois minutos, o ecrã no volante do Toyota TS050 Hybrid #7 indicou que havia um furo e José Maria Lopez fez uma paragem para substituir o pneu


Um problema no sensor resultou na identificação do pneu errado, o que significou que o carro saiu da box ainda com um furo lento, obrigando-o a uma volta lenta de regresso à box, onde os quatro pneus foram trocados. Deste incidente resultou a perda do primeiro lugar e a vantagem dada a Kazuki Nakajima no Toyota #8.

Os três pilotos do TS050 Hybrid #7 controlaram a maior parte da corrida tendo estabelecido a volta mais rápida em Le Mans, com 17.297 segundos. Ficará para a história do automobilismo o facto de Kazuki Nakajima se tornar o primeiro campeão mundial de circuitos do Japão e o bi-campeão da Fórmula 1, Fernando Alonso, será lembrado por ser o segundo piloto a vencer títulos mundiais em duas disciplinas de automóveis diferentes.


O Toyota #7 começou a corrida na “pole position” após a volta de qualificação mais rápida de Kamui Kobayashi, com o carro #8 a arrancar logo na segunda posição. Estava assim preparado o cenário para uma emocionante batalha pela vitória entre os dois Toyota híbridos com 1.000 cv.

Após 12 horas, os dois TS050 Hybrid estavam separados por apenas 8,6 segundos. Durante a noite, embora os carros estivessem sempre na mesma volta, o carro #7 aproveitou uma importante vantagem quando carro #8 sofreu de um desequilíbrio aerodinâmico, devido a danos na carroçaria.

À medida se aproximavam das 24 horas, a diferença permaneceu relativamente estável em torno de dois minutos e o foco mudou para que os dois Toyota chegassem ao final em segurança. Tudo parecia definido até à troca de líder a uma hora do final.

autonews.pt @ 18-6-2019 15:33:00

Galeria de fotos