Volkswagen melhorou o seu motor bestseller 1.5 TSI

Ainda mais eficiência e menos emissões

A Volkswagen melhorou o seu motor bestseller 1.5 TSI a gasolina e está agora a introduzir a geração mais recente, o TSI evo2, nos primeiros modelos na Europa. Este motor torna possível reduzir, quer o consumo de combustível, quer as emissões de CO2. O compacto e ultramoderno motor de quatro cilindros estará inicialmente disponível com uma potência de 110 kW (150 cv) e outras variantes do 1.5 TSI evo2 seguir-se-ão. O T-Roc e o T-Roc Cabriolet serão os primeiros modelos a serem propostos com o novo motor. O TSI evo2 será também introduzido sucessivamente noutros modelos até ao final do ano.

autonews.pt @ 26-7-2022 17:36:02

As novas características do EA 211 evo2 em resumo. Na mais recente fase evolutiva do 1.5 TSI, os engenheiros de desenvolvimento deslocaram o catalisador de três vias e o filtro de partículas para perto do motor num único módulo de controlo de emissões, melhorando, assim, ainda mais a eficiência do sistema de controlo de emissões. Como contribuição adicional para a sustentabilidade, isto permite uma utilização reduzida de metais preciosos na produção e, ao mesmo tempo, cria a base para o cumprimento de futuras normas de emissões.

Uma característica tecnológica que é essencial para reduzir o consumo de combustível no motor 1,5 litros evo2 é a tecnologia melhorada Active Cylinder Management, ACTplus - um desenvolvimento conjunto dos centros de Wolfsburg e Salzgitter. O foco deste novo desenvolvimento foi a melhoria da ativação e desativação dos dois cilindros, a fim de garantir o bom funcionamento do motor.

O processo de combustão em funcionamento de dois cilindros foi otimizado, permitindo assim, também, alargar a gama de funcionamento do sistema Active Cylinder Management. Com o ACTplus, no segundo e terceiro cilindros não ocorre ignição quando o motor está a funcionar com cargas reduzidas e a velocidades baixas e médias. Esta comutação é praticamente impercetível. A eficiência é aumentada nos cilindros ativos, enquanto os cilindros do meio apenas acompanham o funcionamento, sem grandes perdas, sendo reativados quando o acelerador é novamente pressionado.

A par do turbocompressor de geometria variável, o 1.5 TSI também apresenta outros componentes de alta tecnologia: o sistema de injeção com pressão máxima de 350 bar, paredes de cilindro com revestimento de plasma para redução do atrito interno e êmbolos com condutas de refrigeração fundidas permitem otimizar a combustão e aumentar a eficiência.

Um conceito orientado para o futuro

Os motores TSI evo2 são concebidos para funcionar com combustíveis que contenham componentes fabricados a partir de fontes de energia renováveis - isto também assegura que estão prontos para satisfazer requisitos futuros. Além disso, são adequados para vários níveis de eletrificação, sendo possível atingir uma potência total de sistema de até 200 kW (272 cv) recorrendo, por exemplo, a uma configuração plug-in.


Um motor que complementa a estratégia de eletrificação

A Volkswagen está a percorrer o caminho "Way to Zero" e, através da sua estratégia ACCELERATE, a empresa está a impulsionar a sua ofensiva de eletrificação a um ritmo rápido. Até 2030, a Volkswagen planeia atingir uma quota de vendas de 70 por cento com os seus modelos elétricos. Paralelamente, os importantes motores de combustão estão a receber mais melhoramentos. Há duas razões para isto: em primeiro lugar, isto irá permitir-lhes cumprir as futuras normas mundiais de emissões, tais como a Euro 7. Em segundo lugar, os modelos com motores de combustão da Volkswagen ainda são populares em muitos mercados, particularmente onde a mobilidade elétrica se estabelece a um ritmo mais lento devido à falta de infraestruturas de carregamento.

O motor global - tecnologia de vanguarda nos últimos dez anos. Os compactos motores TSI da família EA 211 (EA: acrónimo, em alemão, para ordem de desenvolvimento) têm sido bestsellers globais desde 2012. Todos os anos, a Volkswagen constrói mais de quatro milhões de unidades em onze localizações diferentes distribuídas por três continentes. Na sua estreia, em 2012 - em três variantes de capacidade - já incorporava uma série de características de alta tecnologia. Uma construção rigorosa e leve, reduziu o seu peso em até 21 quilogramas quando comparado com os seus antecessores.

O processo de combustão do motor TSI-evo

O processo de combustão do TSI-evo já conhecido do motor 1,5 litros TSI evo1 é também utilizado na geração TSI evo2. A par da otimização da refrigeração da câmara de combustão, o fator decisivo é, uma vez mais, a simbiose do funcionamento segundo o ciclo Miller (fecho antecipado das válvulas de admissão com alta compressão) e a tecnologia de sobrealimentação VTG (turbocompressor de geometria variável). Um fator-chave para este novo passo foi, acima de tudo, a possibilidade de desenvolver e otimizar os componentes relevantes de software dos motores internamente na Volkswagen.

autonews.pt @ 26-7-2022 17:36:02


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades