PSA: Vendas mundiais no 1º semestre ascendem a 1 milhão de veículos

Vendas Europeias em linha com as metas de CO2

“As nossas equipas estão focadas na recuperação neste momento crítico e totalmente empenhadas em impulsionar as suas vendas rentáveis, suportadas por modelos altamente qualitativos e competitivos. Ao mesmo tempo, o nosso comité mensal dedicado ao CO2 garante que cumprimos os nossos compromissos éticos em relação às metas europeias de CO2. 

autonews.pt @ 20-7-2020 17:01:19

Também continuamos a utilizar todo o nosso ‘savoir-faire’ para ir ao encontro das expectativas dos clientes, através de produtos multienergias e de novas ofertas, muito inovadoras, como o Citroën Ami. Ao fazê-lo, estamos, mais do que nunca, a alimentar a nossa ambição de fornecer aos nossos clientes soluções de mobilidade limpas, seguras e acessíveis”, afirmou Carlos Tavares, Presidente do Conselho de Administração do Groupe PSA.

Estratégia de eletrificação em marcha

O Groupe PSA lançou um objeto inovador de mobilidade 100% elétrica, o Citroën Ami - 100% ëlectric, e já comercializa 131 novos modelos eletrificados. Todos os novos modelos já estão disponíveis em versões totalmente elétricas ou híbridas plug-in, e o Grupo está em linha para cumprir, desde o primeiro dia, os objetivos europeus de CO2 de 2020.

Essa estratégia global está em consonância com os planos do Grupo de oferecer uma gama 100% eletrificada2 a partir de 2025, metade da qual será eletrificada até ao final de 2021.

A estratégia do Grupo continua a ser sustentada pelas expectativas dos clientes B2C e B2B e tem como objetivo disponibilizar uma oferta competitiva, com serviços simples para utilização no quotidiano e na vanguarda da tecnologia.

Europa

As vendas do Grupo registaram uma forte recuperação em junho – as vendas duplicaram e as entregas subiram 71% em relação a maio – num mercado europeu que registou uma queda de 39% no primeiro semestre de 2020, particularmente no sul da Europa, onde o Grupo tem uma presença forte, facto que teve um impacto negativo no seu mix de mercado. A performance também foi afetada pela fase de transição da gama Opel/Vauxhall para novos modelos, mais eficientes em termos de emissões de CO2.

O Grupo continua concentrado na sua performance de CO2 e confirma as suas previsões de se manter em linha com as normas europeias até o final de 2020. A ofensiva eletrificada de todas as marcas produziu os seus primeiros resultados, uma vez que a quota de mercado do Grupo aumentou 10 pontos neste mercado em particular, nos primeiros cinco meses do ano.

A Peugeot aumentou em 42% o seu portfólio de encomendas, mantendo os seus preços, os objetivos estratégicos de subida em gama e de eletrificação, fazendo-o num mercado em declínio. A Peugeot é a marca número um em vendas em Portugal e em Espanha e fez subir a sua quota de mercado em França (+0,2 pt), Itália (+0,3 pt) e Áustria (+0,2 pt).

A Peugeot regista um arranque meteórico da sua nova gama de veículos de passageiros e comerciais eletrificados.

A Citroën lançou a sua ofensiva de eletrificação em 2020 com o objeto de mobilidade Ami - 100% ëlectric e com modelos como o SUV C5 Aircross Hybrid, o ë-Jumpy, ë-SpaceTourer e o novo ë-C4 100% ëlectric, desvendado em junho. A Citroën melhorou a sua quota de mercado em países importantes como Itália (+0,2 pt), Espanha (+0,2 pt) e Alemanha (+0,1 pt). Para o segundo semestre de 2020, a marca irá continuar a sua ofensiva focando-se nas vendas online e nos grandes lançamentos, incluindo a renovação do seu blockbuster C3.

A performance da DS Automobiles no primeiro semestre do ano foi impulsionada, muito em especial, pelos novos modelos eletrificados (33% das vendas), sendo a marca líder entre as marcas premium multienergias, registando o menor volume de emissões de CO2. A quota de mercado da DS Automobiles aumentou 0,4 pt na Europa, no seu mercado, e atingiu uma quota de mercado recorde em França (11,5%), o seu mercado principal, colocando o DS 7 CROSSBACK e o DS 3 CROSSBACK no pódio dos mais vendidos.

A Opel/Vauxhall reestruturou o seu portfólio de produtos com um conjunto de novos modelos e motores, obtendo reduções significativas em termos de emissões de CO2, ao mesmo tempo em que absorveu o impacto que a retirada de certos modelos de elevado teor de carbono teve nas vendas. Para além disso, as vendas de novos modelos, como o Grandland X e o novo Corsa – ambos também disponíveis em versões eletrificadas – registaram um bom crescimento, apesar das difíceis condições de mercado registadas no primeiro semestre de 2020, tal como aconteceu nas vendas de propostas VCL.

autonews.pt @ 20-7-2020 17:01:19


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades