Mercedes-Benz com novo recorde de vendas

Liderança entre os automóveis premium

2019 representou o nono recorde consecutivo para a Mercedes-Benz, com um crescimento de 1.3% para um total de 2,339,562 unidades comercializadas em todo o mundo. Ao mesmo tempo, a Mercedes-Benz manteve a sua posição de liderança entre as marcas de veículos de luxo pelo quarto ano consecutivo. Em todos os três principais mercados onde opera – China, Alemanha e EUA – a marca de Estugarda superou os elevados níveis do ano anterior. 

autonews.pt @ 21-1-2020 17:27:08

A China, o maior mercado da Mercedes-Benz, permaneceu o principal impulsionador do crescimento, com a venda de 693,443 unidades a representar um aumento de 6.2%. A ofensiva de modelos do ano passado com um total de mais de dez modelos novos ou de facelift levou a um aumento significativo das vendas, particularmente no que diz respeito a veículos compactos e SUVs.

Em 2019, a Mercedes-Benz manteve a liderança de mercado no segmento de luxo, em países como a Alemanha, Reino Unido, França, Espanha, Bélgica, Suíça, Polónia, Portugal, Coreia do Sul, Japão, Austrália, Tailândia, Vietname, Singapura, Canadá e África do Sul.

Os cinco maiores mercados da Mercedes-Benz no ano passado foram a China, a Alemanha e os EUA, seguidos pelo Reino Unido e Coreia do Sul. A marca da estrela terminou o ano com o maior registo de vendas unitárias anuais da sua história, bem como com o seu melhor trimestre de sempre (614,319 unidades, +3.2%). No quarto trimestre de 2019, a Mercedes-Benz vendeu pela primeira vez mais de 600,000 veículos num trimestre.


Na região da Europa, foram vendidos 937,881 veículos Mercedes-Benz em 2019 - um valor ligeiramente acima do nível do ano passado (+0.4%). Na Alemanha, a Mercedes-Benz conseguiu superar o valor do ano anterior em mais de 14,000 unidades devido ao crescimento das vendas de veículos compactos e de SUVs, comercializando 318,353 veículos no total do ano (+4.8%). Este foi o maior volume de vendas na Alemanha dos últimos dez anos.

Além da Alemanha, o Reino Unido, a França, a Itália e Espanha estão entre os maiores mercados de vendas de veículos novos na região da Europa. Em 2019, a Mercedes-Benz estabeleceu um novo recorde de vendas em países como a Suíça, Polónia, Dinamarca e Hungria.

Mercedes-AMG: o maior volume de vendas unitárias na história da empresa

A marca de veículos desportivos e de elevada performance Mercedes-AMG atingiu um novo recorde anual em 2019, com mais de 132,136 unidades vendidas e um crescimento de dois dígitos de 11.8%. A empresa sediada em Affalterbach atingiu o seu maior valor de vendas também no Reino Unido e no Japão.

Os maiores mercados da Mercedes-AMG em 2019 foram os EUA, a Alemanha e o Reino Unido, seguidos pela China e Japão. O ano passado a Mercedes-AMG foi impactada pela expansão e renovação contínua do portfolio de produtos. Desta forma, também a bem-sucedida família Mercedes-AMG GT recebeu um facelift da variante de duas portas e o Mercedes-AMG GT Coupé de 4 portas foi disponibilizado em todos os mercados.

A Mercedes-AMG também lançou modelos SUV eletrificados e equipados com a tecnologia EQ Boost. O potente motor de arranque/alternador de 16 kW (22 CV) de potência alimenta o sistema elétrico de bordo de 48 V, assiste o motor de combustão com a sua função de potência suplementar a baixas rotações e assegura uma maior eficiência.

A ofensiva de modelos híbridos plug-in e modelos totalmente elétricos

Com a estratégia “Ambition 2039”, anunciada no ano passado, a divisão Mercedes-Benz Cars definiu o objetivo de criar um portfolio de novos veículos ligeiros de passageiros neutros em CO2 dentro de um período de 20 anos. Para a Europa, a empresa assume que mais de 40% dos veículos Mercedes-Benz já poderão ser entregues a clientes como xEVs (veículos híbridos plug-in e totalmente elétricos) até 2025.

Até ao final de 2020, um total de 5 modelos totalmente elétricos e mais de 20 variantes de modelos híbridos plug-in serão uma parte integral do portfolio de produtos global da divisão Mercedes-Benz Cars.

autonews.pt @ 21-1-2020 17:27:08


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades