Novo Renault Captur: 100% novo. 100% Captur

Pioneiro no mercado dos SUV urbanos, o Captur registou 1,2 milhões de unidades comercializadas desde o lançamento, em 2013, tornando-se rapidamente o best-seller do segmento na Europa.

autonews.pt @ 9-7-2019 12:30:00

Num mercado fortemente competitivo, o Novo Captur reinventa-se, reforçando o ADN que está na génese do sucesso. Transforma-se com linhas SUV mais modernas, simultaneamente mais atlético e dinâmico. Modulável como sempre, é agora ainda mais habitável, graças a uma revolução interior, que lhe permite mudar de dimensão, tanto no plano tecnológico como qualitativo, com prestações dignas de um modelo do segmento superior.

O Novo Captur reforça a dimensão internacional, ao tornar-se verdadeiramente mundial. Já vendido em todos os continentes, o Novo Captur será também comercializado na China, região estrategicamente muito importante para o Grupo Renault. Terá a mesma designação em todos os mercados, incluindo na Coreia do Sul, onde será comercializado sob a marca Renault.

Mas o Novo Captur progride também na dimensão tecnológica, já que responde aos três pilares da mobilidade do futuro, tal como é apresentada no plano estratégico:

Elétrico: até 2022, o Grupo contará na sua gama com 12 modelos eletrificados. O Novo Captur será o primeiro modelo Renault a beneficiar de uma motorização híbrida recarregável E-TECH Plug-in, resultante de uma tecnologia desenvolvida pela marca.

Conectado: até 2022, 100% dos veículos comercializados nos mercados-chave serão conectados. O Novo Captur ilustra perfeitamente esta dinâmica, com o novo sistema multimédia conectado e o ecossistema Renault EASY CONNECT.

Autónomo: até 2022, o Grupo Renault irá comercializar 15 modelos dotados de tecnologias de condução autónoma. O Novo Captur será um dos pioneiros, a par do Novo Clio, na introdução das tecnologias de assistência que conduzirão à condução autónoma e que serão generalizadas em modelos do segmento B.

O Novo Captur está no centro da estratégia do Grupo que visa explorar, plenamente, as sinergias no seio da Aliança. Esta estratégia passa pelo desenvolvimento de tecnologias comuns e pela utilização de novas plataformas, como já acontece com a plataforma CMF-B utilizada pelo Novo Captur. A nova arquitetura elétrica e eletrónica permite-lhe integrar as últimas evoluções tecnológicas, para responder às novas exigências do mercado.

Design exterior transformado, um ADN de SUV reforçado

O Novo Captur renova-se fortemente, reforçando o seu ADN de SUV, com linhas mais modernas, mais fortes e mais expressivas. O Novo Captur é mais comprido (4,23 m, ou seja, +10 cm) e evolui, visualmente, graças às rodas de 18 polegadas (consoante a versão) e a uma maior distância entre eixos (2,63 m, +2 cm). O design reinventado e os detalhes como os faróis 100% LED, a nova dupla assinatura luminosa em forma de C, nas luzes dianteiras e traseiras, e os elementos decorativos em cromado contribuem, plenamente, para a melhoria da qualidade percecionada.

Look de SUV

Com um design mais atlético e uma cintura de carroçaria mais elevada, o Novo Captur exibe um verdadeiro look de SUV. Esta imagem é realçada por elementos específicos, como as proteções inferiores dos para-choques dianteiro e traseiro, a linha de proteção em preto que percorre as embaladeiras e as cavas das rodas, bem como as barras de tejadilho em alumínio. O capô de aspeto mergulhante, a inclinação do tejadilho mais acentuada atrás e a redução das superfícies vidradas, conferem ao Novo Captur uma personalidade que vai muito além de um temperamento dinâmico.

Para-choques dianteiro e defletores

Sob uma grelha dianteira mais larga, o expressivo para-choques dianteiro do Novo Captur não se limita a reforçar a personalidade e o dinamismo. Adiciona um efeito funcional, ao albergar dois amplos defletores de ar instalados ao nível das cavas das rodas. Estes defletores contribuem para reduzir as perturbações e melhorar os desempenhos aerodinâmicos do veículo, de modo a diminuir o consumo.

Faróis dianteiros

Com tecnologia 100% LED logo no primeiro nível de equipamento, os faróis dianteiros do Novo Captur exibem a já famosa assinatura luminosa em forma de C (C-Shape) que carateriza os modelos Renault. Estes faróis são complementados por segmentos adicionais: quatro segmentos frontais (2 por farol) que prolongam os elementos decorativos cromados da grelha, para oferecer ao Novo Captur um olhar mais expressivo, e dezoito segmentos laterais (9 por farol) que lhe conferem ainda mais elegância.

Luzes traseiras

As luzes traseiras do Novo Captur assumem, também, a assinatura luminosa em forma de C, o que constitui uma estreia num modelo de série! À imagem da dianteira, os segmentos adicionais frontais (1 por cada luz) e laterais (8 por cada luz) realçam o desenho e a trama 3D que distingue o modelo. O design original destas luzes traseiras, que se fundem na estrutura do portão traseiro, contribui para alargar visualmente o automóvel.

Perfil

Marcado pelos flancos esculpidos, o perfil do Novo Captur permite reconhecê-lo logo ao primeiro olhar. O alongamento da distância entre eixos, as rodas de 18 polegadas (consoante a versão) e os novos volumes da carroçaria contribuem para reforçar a presença visual. A subida na gama é realçada por elementos cromados, como a moldura cromada dos vidros, as proteções laterais das portas e a decoração dos guarda-lamas dianteiros.

Tejadilho personalizável

Elemento importante do programa de personalização do Novo Captur, o tejadilho pode ser escolhido na cor da carroçaria ou numa das quatro cores propostas: Preto Estrela, Laranja Atacama, Cinzento Highland e Branco Alabastro. Também pode ser equipado com barras de tejadilho longitudinais, ou teto de abrir semi-panorâmico vidrado.

Uma revolução interior para um habitáculo de alta qualidade

A revolução interior iniciada com o Novo Clio prossegue com o Novo Captur, que recupera também o «Smart Cockpit», a que adiciona uma consola flutuante inédita. Integrando as mais recentes tecnologias e equipado com os ecrãs de maiores dimensões da categoria, o Novo Captur beneficia de uma ergonomia indiscutivelmente moderna, para proporcionar uma experiência de condução ainda mais imersiva.

Mas a revolução não acontece apenas no posto de condução. Todo o habitáculo muda de dimensão em matéria de qualidade e de conforto, sendo digno dos segmentos superiores. Materiais topo de gama, revestimento macio para o painel de bordo, os painéis das portas e o contorno da consola central, tratamento cuidado dos elementos interiores, nova arquitetura dos bancos: os efeitos sentem-se a todos os níveis.

Ecrã Multimédia

Elemento-chave do «Smart Cockpit», o ecrã multimédia de 9,3 polegadas (duas vezes maior do que a versão de 7 polegadas) propõe a maior diagonal de afixação do segmento. Este tablet vertical e levemente curvo, que alarga visualmente o painel de bordo, confere uma grande modernidade ao habitáculo e melhora a legibilidade do ecrã. Orientado para o condutor, propõe com o novo sistema multimédia conectado Renault EASY LINK, o conjunto das prestações multimédia, navegação e «info entretenimento», mas também as regulações MULTI-SENSE e os parâmetros dos sistemas de ajuda à condução, acessíveis com a máxima simplicidade.

Quadro de instrumentos digital

Tal como o Novo Clio, o Novo Captur propõe um ecrã digital. Este ecrã a cores pode medir entre 7 e 10 polegadas e permite personalizar a experiência de condução de uma forma muito intuitiva. A versão de 10 polegadas integra a navegação GPS no ecrã. Com os dois ecrãs centrais de 9,3 e 10 polegadas, o Novo Captur dispõe dos maiores ecrãs da categoria.

Consola flutuante

A consola central é também ela um elemento-chave do «Smart Cockpit» do Novo Captur. Esta consola sobrelevada permite uma melhor ergonomia do posto de condução e uma melhor preensão da alavanca de velocidades e adota, em algumas configurações, uma posição suspensa, totalmente inédita e que permite libertar espaço para novos locais de arrumação e novas funções, como a recarga por indução do smartphone. Esta consola flutuante ou “Flying Console” está associada à caixa de velocidades EDC do tipo «e-shifter» (sem cabo) e pode ser personalizada de acordo com os ambientes interiores, sendo que os seus contornos exteriores beneficiam de uma animação luminosa.

Painel de bordo

Desde a cobertura, ao revestimento de espuma na zona inferior dedicada aos elementos funcionais, como o porta-luvas, o painel de bordo do Novo Captur foi totalmente revisto e foi alvo da máxima atenção em termos de qualidade. Na parte inferior do ecrã central, foi dada uma atenção muito especial à ergonomia, com teclas tipo «piano» e comandos do ar condicionado diretamente acessíveis, para facilitar a utilização pelo condutor

Volante

Mais elegante, o volante é também mais pequeno, graças à instalação de um airbag mais compacto do que o do modelo anterior, o que permite melhorar a visibilidade do quadro de instrumentos pelo condutor. O volante do Novo Captur dispõe de novos comandos, mais completos e retro-iluminados, que contribuem, também, para incrementar a perceção da qualidade do habitáculo.

Bancos

Graças a uma arquitetura totalmente nova, os bancos do Novo Captur são dignos de modelos dos segmentos superiores. Oferecem um melhor poder de retenção, graças a um assento 15 milímetros mais comprido e a uma forma mais envolvente. O revestimento mais cavado da estrutura semiflexível melhora notavelmente o espaço disponível ao nível dos joelhos dos passageiros traseiros (+ 17 mm).

Painéis das portas

Também aqui, o Novo Captur propõe materiais macios, únicos na categoria. Estes painéis possuem grandes medalhões revestidos que, tal como os apoios de braço, são decorados em função dos diferentes ambientes interiores disponíveis. Os medalhões das portas beneficiam, também, de uma iluminação indireta, suave e difusa.

Bagageira

Como no Novo Clio, a caixa de graves do sistema de som premium BOSE, totalmente integrado no lado esquerdo, não interfere com o volume do porta-bagagens do Novo Captur, que sobe para os 536 litros – o melhor da sua categoria. No habitáculo, há ainda mais 27 litros de espaços de arrumação. O volume é modular, graças ao banco traseiro deslizante em 16 cm, e ao piso amovível, que permite obter uma configuração de dois planos. Graças a esta configuração, surge um piso quase plano com os bancos traseiros rebatidos, para oferecer um comprimento máximo de carga de 1,57 m.

Novo CAPTUR no topo da personalização

Com perto de 80% das vendas na opção de pintura bi-tom, o Captur é reconhecido pelas suas possibilidades de personalização. O Novo Captur vai ainda mais longe, com uma oferta enriquecida com novas possibilidades e novas cores. Tanto para o exterior como para o interior.

Personalização exterior: opções mais ricas

A carroçaria bitom, que é a força do Captur, é proposta no Novo Captur com novas combinações de cores. Além das 11 cores disponíveis para a carroçaria, serão propostas 4 opções para o tejadilho e os retrovisores: Preto Estrela, Laranja Atacama, Cinzento Highland e Branco Alabastro, além da mesma cor da carroçaria.

A imagem exterior do Novo Captur poderá ser personalizada, ainda mais profundamente, com 3 cores possíveis para as proteções inferiores dos para-choques dianteiro e traseiro e as proteções inferiores das portas: Cinzento Highland, Branco Alabastro e Laranja Atacama.

No total, estarão disponíveis para o Novo Captur nada menos que 90 combinações de personalização exterior, que permitirão ao cliente criar um automóvel totalmente a seu gosto.

Personalização interior: um habitáculo à sua imagem

O habitáculo do Novo Captur pode igualmente ser personalizado com elementos coloridos. Estas guarnições são propostas através de 7 «packs» interiores:

4 «packs» Azul Vollubilis, Azul Oceano, Laranja e Vermelho para decorar os arejadores e a base da alavanca de velocidades.

3 «packs» Cinzento Claro, Cinzento Sellier e Laranja, para decorar as faces interiores das portas, o painel de bordo e os estofos.

No total, o Novo Captur proporá, no lançamento, nada mais nada menos que 18 configurações para a harmonia interior. A estas possibilidades, são ainda adicionadas as 8 cores da iluminação ambiente das faces interiores das portas e da base da consola central suspensa, associadas às regulações do sistema MULTI-SENSE.


Novo Renault CAPTUR INITIALE PARIS

A assinatura INITIALE PARIS renova-se no Novo CAPTUR

A assinatura INITIALE PARIS, presente em vários modelos da gama Renault – Clio, Scénic, Talisman, Koleos e Espace – é também proposta no Novo Captur.

No exterior, o Novo Captur INITIALE PARIS distingue-se pelo design fluido e extremamente elegante. Os detalhes cromados estão presentes nos contornos das janelas, nas proteções inferiores das portas e na grelha dianteira. Os badges INITIALE PARIS são elementos decorativos da grelha e do guarda-lamas dianteiro. As jantes específicas INITIALE PARIS, de 18 polegadas, completam o design distintivo.

No interior, o Novo Captur INITIALE PARIS propõe dois ambientes à escolha: Preto Titânio e Cinzento Sable. Os bancos em couro e, com um design específico, sobressaem pelo aprimorado trabalho de confeção.

Com o objetivo de se harmonizar com os bancos, a decoração do friso do painel de bordo exibe um efeito mate de madeira em preto técnico e moderno com reflexos brilhantes. O próprio friso é revestido de couro, onde sobressai o pesponto cor «Whisky».

Uma gama de motores amplamente renovada

O Novo Captur também sobe na gama no plano dos motores, com um portefólio alargado e amplamente renovado, tanto Diesel como a gasolina. Associados a uma caixa manual de 5 ou 6 velocidades ou a uma caixa automática de dupla embraiagem de 7 velocidades, estes motores estão disponíveis numa diversidade de potências: de 100 a 155 cv, nos blocos a gasolina, e entre 95 e 115 cv, nos motores Diesel. Todos estes motores estão equipados com tecnologias de ponta que permitem respeitar as mais recentes normas em vigor, com níveis de consumo e de emissões otimizados.

A partir de 2020, o conjunto de motores disponíveis no Novo Captur será enriquecido com uma motorização híbrida recarregável, designada por E-TECH Plug-in, em estreia no Grupo Renault mais igualmente uma oferta única no seu mercado. Pelo facto de ser um modelo de sucesso que se dirige a um grande número de clientes, o Novo Captur será pioneiro na democratização da tecnologia híbrida recarregável.

MOTOR HÍBRIDO

E-TECH plug-in

Em 2020, o Novo Captur será o primeiro modelo acessível do segmento com um motor híbrido recarregável. Designada por E-TECH Plug-in, esta motorização foi desenvolvida no seio da Aliança. Graças à conjugação de sinergias e ao know-how de líder europeu da mobilidade elétrica, a Renault democratiza a tecnologia do híbrido para oferecer uma experiência de condução única acessível a todos. Centrado nas expetativas do cliente para quem o Captur é muitas vezes o único veículo da família, este oferecer-lhe-á, não só a melhor autonomia em modo elétrico, como também o melhor desempenho do mercado para um modelo híbrido recarregável generalista.

O motor E-TECH Plug-in do Novo Captur foi objeto de mais de 150 patentes registadas pela equipa de engenheiros da Renault e utiliza elementos conhecidos no seio da Aliança, tais como o motor a gasolina de 1,6 litros da nova geração, retrabalhado especificamente para esta aplicação e equipado com um filtro de partículas. Este motor está associado a dois motores elétricos, uma inovadora caixa de velocidades multímodo, uma bateria de 9,8 kWh.

Semelhante à que já equipa o Novo Clio E-TECH, a tecnologia pioneira do Novo Captur E-TECH Plug-in oferece a máxima eficácia elétrica na utilização: arranque sistemático em modo elétrico, silêncio e conforto de funcionamento, reatividade dinâmica na vanguarda do mercado para proporcionar um prazer de condução inédito. Graças a um sistema de travagem com origem direta do mundo dos veículos elétricos e à experiência na gestão de energia adquiridas pela Renault na F1, o excelente rendimento energético permite recuperar e reutilizar o máximo de energia para recarregar rapidamente a bateria.

Com capacidade para circular em modo elétrico durante 45 quilómetros, a uma velocidade até 135 km/h, o Novo Captur dá provas de inédita polivalência e graças à excecional capacidade de regeneração de energia contínua e aos dois motores elétricos, o Novo Captur funciona como um modelo híbrido E-TECH e mantém todas as principais vantagens deste sistema: arranque em modo elétrico e consumo reduzido.

MOTORES A GASOLINA

TCe 100, uma entrada de gama polivalente

Depois do Novo Clio, o Novo Captur é o segundo modelo da gama Renault a dispor de um bloco de 3 cilindros turbocomprimido 1.0 TCe, o mais recente dos motores resultantes das sinergias da Aliança e equipado com as mais avançadas tecnologias: turbocompressor com válvula de descarga de comando elétrico, o coletor de escape parcialmente integrado na cabeça de motor, o duplo comando variável hidráulico da distribuição na admissão ou ainda o revestimento específico em aço dos cilindros (Bore Spray Coating). Com 100 cv e 160 Nm de binário, este bloco da nova geração faz do Novo Captur um SUV polivalente, tão eficiente na cidade como em autoestrada. Graças aos 10 cavalos adicionados e a um binário com mais 20 Nm, relativamente ao TCe 90 que substitui, o Novo Captur oferece um excecional conforto de condução.

Associado a uma caixa manual de 5 velocidades, revela-se ainda mais económico combinado com um sistema de bicarburação GPL, com montagem de fábrica.

TCe 130 FAP, para combinar dinamismo e sobriedade

A versão de 130 cv e 240 Nm do recente motor 1.3 TCe FAP é reconduzida na gama do Novo Captur, depois de ter dado provas na geração anterior e em muitos outros modelos Renault. Este motor, associado a uma caixa manual de 6 velocidades ou a uma caixa automática de 7 velocidades e dupla embraiagem com patilhas no volante, responderá a todas as expetativas, comprovando a extraordinária polivalência. Permitindo uma condução dinâmica, ao mesmo tempo que oferece um consumo reduzido e emissões de CO2 limitadas, posiciona-se no centro da gama do Novo Captur.

TCe 155 FAP, o máximo prazer de condução

A versão de 155 cv e 270 Nm do motor 1.3 TCe FAP está vocacionada para aqueles que desejam explorar ainda mais as qualidades dinâmicas do Novo Captur e o novo chassis proveniente da plataforma CMF-B. A experiência de condução é otimizada, graças à caixa automática de 7 velocidades e dupla embraiagem. As patilhas da caixa de velocidades situadas no volante e o modo Sport do sistema MULTI-SENSE permitem corresponder aos anseios dos que não prescindem do prazer de uma condução mais desportiva.

Esta versão de 155 cv do motor 1.3 TCe foi objeto de um trabalho de calibração específico, que permitiu otimizar tanto o consumo como as emissões de CO2, no âmbito do protocolo de homologação WLTP.

MOTORES DIESEL

Blue dCi 95 e 115, motores de última geração para mais sobriedade

O Novo Captur propõe uma dupla oferta de motores Diesel adaptada à utilização intensiva dos que percorrem muitos quilómetros. O motor 1.5 Blue dCi, otimizado para cumprir as novas normas antipoluição com integração de um sistema de redução catalítica seletiva (SCR), é proposto com duas variantes adaptadas a uma utilização na cidade, em estrada e autoestrada: 95 cv/240 Nm com caixa manual de 6 velocidades para uma condução particularmente económica e 115 cv/260 Nm com caixa manual de 6 velocidades ou caixa automática de 7 velocidades e dupla embraiagem com patilhas no volante, para uma condução mais dinâmica.

CMF-B: uma plataforma modular de nova geração

O Novo Captur utiliza uma nova geração de plataforma modular da Aliança designada por CMF-B e inaugurada pelo Novo Clio. Desenvolvida desde 2014, é constituída por 85 % de peças novas relativamente à plataforma da geração anterior do Captur.

A arquitetura é mais leve do que a plataforma anterior nomeadamente na carroçaria, aos eixos e no capô. Adota, igualmente, um fundo carenado, o que melhora o coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx) em cerca de 20 milímetros, o que se traduz em menores consumos e menores emissões de CO2. O Novo Captur melhora, também, o conforto acústico, sobretudo devido ao isolamento do compartimento do motor. O ganho é da ordem de 1,5 a 2 dB, entre 0 e 130 km/h.

Para oferecer o melhor em matéria de segurança, a plataforma CMF-B do Novo Captur foi totalmente revista em tudo o que diz respeito à estrutura da carroçaria, recorrendo à utilização de aço de elevado limite elástico e colas de estrutura que aumentam a força de ligação entre as chapas. A segurança é, ainda, reforçada pelos inovadores equipamentos que integram o Novo Captur, graças à nova arquitetura da plataforma CMF-B: airbag adaptativo do condutor, airbags tipo cortina de grande volume, pré-tensores dos cintos de segurança com limitadores de esforço, fixações ISOFIX com a nova norma iSize, etc.

A nova arquitetura elétrica e eletrónica desta plataforma CMF-B permite ao Novo Captur propor a oferta de equipamentos e de sistemas de ajuda à condução mais completa e mais moderna do segmento, desde a câmara 360° e o sistema de travagem de emergência ativa com deteção de ciclistas e peões, até ao sistema de assistência à condução em autoestrada e trânsito (autonomia de nível 2), uma estreia nesta categoria de veículos. Por último, esta nova plataforma foi concebida para permitir a eletrificação dos veículos e, por conseguinte, a chegada de uma motorização híbrida E-TECH Plug-in à gama do Novo Captur.

Renault EASY DRIVE: os sistemas de ajuda à condução mais completos do mercado para o Novo CAPTUR

Tal como o Novo Clio, o Novo Captur democratiza os sistemas de ajuda à condução, com a oferta mais completa e mais evoluída da categoria.

A novidade mais marcante é o sistema de assistência à condução em trânsito e autoestrada, uma extraordinária mais-valia para o conforto e serenidade de condução nas filas compactas de trânsito e em autoestrada. A integração deste sistema constitui uma primeira fase para o veículo autónomo e estará disponível no Novo Captur logo a partir do lançamento.

A par de equipamentos, como a câmara 360° e o sistema de travagem de emergência ativa com deteção de peões e ciclistas, o alerta de saída de estacionamento surge pela primeira vez na gama Renault, para reforçar a segurança durante as manobras de saída de um lugar de estacionamento.

Estes sistemas de ajuda à condução, também designados por ADAS (Advanced Driver Assistance Systems), estão disponíveis no Novo Captur e divididos em três famílias: Condução, Estacionamento e Segurança. Em conjunto, receberam a assinatura Renault EASY DRIVE. O acesso às respetivas regulações, claro e intuitivo, é feito através do ecrã tátil do sistema multimédia Renault EASY LINK.

CONDUÇÃO

SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À CONDUÇÃO EM TRÂNSITO E AUTOESTRADA

O sistema de assistência à condução em trânsito e autoestrada resulta da combinação do regulador de velocidade adaptativo (com Stop & Go) e o sistema de assistência na transposição involuntária de via. Ativo entre 0 e 160 km/h, este equipamento está disponível nas versões TCe 130 EDC FAP e TCe 155 EDC FAP e será igualmente proposto com o motor E-TECH Plug-in. O sistema regula a velocidade do automóvel e mantém as distâncias de segurança para os veículos que circulam à frente, garantindo que se mantém no centro da sua via. Particularmente útil com trânsito intenso, esta assistência à condução permite ao Novo Captur parar e retomar a marcha, automaticamente, no tempo de 3 segundos, sem qualquer ação por parte do condutor.

O sistema funciona graças a uma câmara frontal e a um radar, nas estradas em que as marcas no piso (linhas contínuas ou descontínuas) estão corretamente visíveis e com veículos em circulação. Em caso de ausência de linha, é ativado apenas o regulador de velocidade adaptativo. Se não for detetado qualquer veículo à frente, o sistema de centragem na via mantém-se operacional (a partir dos 60 km/h), bem como o regulador de velocidade.

O sistema de assistência à condução em trânsito e autoestrada é uma prestação de autonomia de nível 2, que representa um ganho significativo em termos de conforto de condução. Todavia, exige que o condutor mantenha as mãos no volante e os olhos na estrada. O sistema envia um alerta se deixar de detetar as mãos do condutor no volante durante 13 segundos. Após mais dois alertas, o sistema desativa-se de forma automática.

REGULADOR DE VELOCIDADE ADAPTATIVO (com Stop & Go)

O regulador de velocidade adaptativo (ACC) é integrado na gama Captur, nas versões com caixa automática EDC. Disponível dos 0 aos 170 km/h, permite manter, automaticamente, uma distância de segurança mínima até ao veículo que circula à frente. Esta distância – mais exatamente o tempo de intervalo – pode ser maior ou menor (entre 2,4 a 1,2 segundos; por defeito, 2 segundos), consoante a escolha do condutor. Se não for detetado qualquer veículo à frente, o sistema funciona como um regulador convencional para manter a velocidade predefinida, incluindo em descida.

Nas versões com os motores TCe 130 EDC FAP e TCe 155 EDC FAP, o regulador de velocidade adaptativo do Novo Captur está associado à função Stop & Go. Quando o fluxo de trânsito é intenso, se for necessário parar totalmente, o sistema pode imobilizar o automóvel, com toda a segurança, e retomar a marcha no tempo de 3 segundos, quando a circulação puder ser retomada. Se este período de 3 segundos for ultrapassado, o sistema requer uma ação por parte do condutor (pressão no botão do volante ou do pé no pedal de acelerador) para se reiniciar. Ao fim de 3 minutos de inatividade, o sistema desativa-se automaticamente.

REGULADOR E LIMITADOR DE VELOCIDADE

O regulador/limitador de velocidade equipa, de série, toda a gama do Novo Captur. Todos os botões de comando estão reunidos no mesmo local, do lado esquerdo do volante.

COMUTAÇÃO AUTOMÁTICA DAS LUZES DE ESTRADA/CRUZAMENTO

Utilizando a tecnologia da câmara frontal, as luzes mudam, automaticamente, de máximos para médios e vice-versa, consoante a luminosidade exterior e a velocidade de circulação, facilitando assim a condução noturna, incluindo em condições de fraca iluminação da estrada.

SEGURANÇA

TRAVAGEM DE EMERGÊNCIA ATIVA

Já presente na gama Renault, no Novo Clio e no Scénic, o sistema de travagem de emergência ativa com deteção de ciclistas e peões maximiza a segurança, alertando o condutor para situações perigosas, podendo ativar a travagem se não houver reação da sua parte. Constitui um equipamento de série em todas as versões do Novo Captur e funciona tanto de dia como de noite.

ALERTA DE ÂNGULO MORTO

O alerta de ângulo morto integrado no Novo Captur é ainda mais eficiente. Devido à utilização de radares e não de simples sensores, o sistema interpreta melhor as distâncias e as velocidades dos veículos que se encontram fora do campo de visão do condutor. Alerta também o condutor ao mudar de via (por exemplo, numa ultrapassagem), se algum veículo se aproximar demasiado rapidamente pela traseira.

RECONHECIMENTO DOS PAINÉIS DE SINALIZAÇÃO COM ALERTA DE EXCESSO DE VELOCIDADE

Integrado em toda a gama do Novo Captur, este sistema utiliza a câmara frontal para prevenir, automaticamente, o condutor dos limites de velocidade no troço de estrada onde circula e sugerir-lhe adaptar a velocidade. Nas versões equipadas com sistema de navegação, o Novo Captur combina as informações de leitura dos painéis e os dados do GPS, para oferecer uma assistência ainda mais rigorosa.

ALERTA DE TRANSPOSIÇÃO DE VIA E ASSISTENTE DE MANUTENÇÃO NA VIA

Este sistema funciona nos trajetos rodoviários, a partir dos 60 km/h e previne o condutor e corrige a trajetória se o veículo estiver prestes a ultrapassar uma linha marcada no piso, sem que o indicador de mudança de direção tenha sido ativado. Esta tecnologia, utilizada nos segmentos superiores, é proposta, de série, no Novo Captur. Reduz os riscos, nomeadamente, nas longas viagens em autoestrada, onde as mudanças de via de circulação são as primeiras causas de acidente.

ESTACIONAMENTO

CÂMARA 360°

Tal como o Novo Clio, o Novo Captur está equipado com câmara 360°. As quatro câmaras que compõem o sistema oferecem uma vista de cima do automóvel, apresentando numa única imagem os obstáculos situados à sua volta. Muito fácil de utilizar, a câmara 360° ativa-se, automaticamente, quando se engrena a marcha-atrás e está diretamente acessível através dos comandos “teclas de piano” situados logo abaixo do ecrã multimédia. O sistema apresenta duas imagens neste ecrã: a vista dianteira ou traseira, consoante a mudança engrenada, e, complementarmente, a opção entre a vista 360° ou uma ampliação da imagem captada pela câmara do lado do passageiro.

DETEÇÃO ATIVA DE VEÍCULO NA TRASEIRA

Inédito na gama Renault, este sistema de ajuda à condução utiliza radares para alertar o condutor do Novo Captur de eventuais veículos que se aproximem pela traseira, durante a execução de manobras em marcha-atrás, para sair de um lugar de estacionamento.

SISTEMA DE AJUDA AO ESTACIONAMENTO DIANTEIRO, TRASEIRO E LATERAL

12 sensores ultrassónicos ajudam o condutor durante as manobras de estacionamento, alertando-o para a presença de obstáculos ou objetos.

CÂMARA DE MARCHA-ATRÁS

Já integrada na anterior geração, a câmara de marcha-atrás continua disponível no Novo Captur, em complemento da câmara 360°, para facilitar as manobras e a saída do lugar de estacionamento, em marcha-atrás.

SISTEMA DE AJUDA AO ESTACIONAMENTO EASY PARK ASSIST (estacionamento mãos livres)

O sistema Easy Park Assist (sistema de ajuda ao estacionamento em paralelo, em espinha ou na perpendicular) facilita todas as manobras, tanto para estacionar como para sair do lugar de estacionamento. Durante as manobras de estacionamento, o conjunto de sensores faz a gestão da direção do automóvel. O condutor só precisa de se preocupar com os pedais e a caixa de velocidades.

Renault EASY CONNECT: para se manter conectado com o que o rodeia

Com o Novo Captur, o Grupo Renault prossegue a estratégia que visa implementar uma conectividade permanente e disponibilizar serviços cada vez mais úteis em todos os modelos. Esta vontade concretiza-se através da oferta Renault EASY CONNECT, que agrupa um universo de aplicações como MY Renault, de plataformas como o novo sistema multimédia Renault EASY LINK e de serviços conectados como a gestão do automóvel à distância. O condutor e os passageiros mantêm-se, assim, permanentemente conectados ao ambiente digital que não dispensam. Para isso, dispõem dos mais amplos ecrãs do mercado num SUV urbano generalista: quadro de instrumentos com ecrã de 10 polegadas e tablet multimédia de 9,3 polegadas posicionado na vertical.

Graças a este novo ecossistema, a oferta Renault EASY CONNECT adapta-se a cada utilizador e pode ser progressivamente enriquecida com novos serviços, em todos os equipamentos multimédia onde está implementada.

Inéditas na gama Captur, as regulações MULTI-SENSE permitem personalizar, em simultâneo, a experiência de condução e a vida a bordo.

Renault EASY LINK, uma plataforma multimédia ergonómica e conectada

No Novo Captur, a plataforma multimédia Renault EASY LINK desdobra-se em 3 versões, todas elas compatíveis com Android AutoTM e Apple CarPlay:

Uma versão com ecrã de 7 polegadas

Uma versão com ecrã de 7 polegadas e navegação integrada

Uma versão com ecrã de 9,3 polegadas e navegação integrada

A interface do sistema multimédia Renault EASY LINK é inspirada nos códigos e nos modos de utilização dos smartphones, para oferecer uma tecnologia fácil de explorar. Alguns ecrãs podem ser personalizados, graças a widgets para que cada um possa aceder diretamente às funções preferidas.

O Renault EASY LINK apoia-se em quatro pilares:

Uma conectividade permanente em 4G, que permite integrar diretamente serviços, entre os quais a chamada automática de emergência em caso de acidente, disponível em todas as versões do Novo Captur.

Uma plataforma com atualizações automáticas. A navegação integra informações em tempo real, fornecidas pela TomTom, sobre o trânsito e as zonas perigosas, bem como novas funções como, por exemplo, a pesquisa de moradas no Google.

Uma utilização simplificada, graças a uma interface personalizável e mais intuitiva (pesquisa de morada numa linha como num smartphone, links diretos sempre visíveis para navegar entre as principais funções, atalhos na parte inferior do ecrã, etc.), à integração de uma navegação em 3D e ao mais amplo ecrã da categoria (9,3 polegadas).

Um ecossistema de serviços rico, com atualizações e um enriquecimento permanente graças aos nossos parceiros, como a Google, a TomTom e a Coyote.

MULTI-SENSE, a experiência Captur personalizada

A tecnologia Renault MULTI-SENSE faz a estreia no Captur para personalizar a experiência de condução. Ao atuar simultaneamente na cartografia do motor, na direção, na iluminação ambiente e na configuração do ecrã digital, o MULTI-SENSE permite personalizar o automóvel consoante o estado de espírito do condutor, dando-lhe a sensação de ter vários automóveis num só.

É muito fácil aceder às regulações MULTI-SENSE através da interface do novo sistema multimédia Renault EASY LINK ou através da tecla tipo «piano» dedicada, visível sob o ecrã central. Basta um toque para abrir a janela MULTI-SENSE e modificar as preferências.

Estão disponíveis 3 modos:

Eco, para reduzir o consumo e as emissões de CO2

Sport, para aumentar o prazer de condução, a agilidade e a reatividade

MySense (modo predefinido), para personalizar a sua experiência.

Para personalizar a atmosfera luminosa, são propostas oito cores (branco, azul, azul elétrico, amarelo, laranja, vermelho, verde e violeta), podendo cada uma delas caraterizar o modo que escolhido.

Consoante o modo escolhido, os ecrãs digitais de 7 e 10 polegadas do Novo Captur propõem um widget, personalizável pelo condutor, para afixar, por exemplo, o consumo no modo Eco ou os potenciómetros de potência e de binário em modo Sport.

MY Renault, um universo ao alcance da mão

A aplicação MY Renault foi renovada para fornecer ainda mais serviços do que anteriormente e para que o seu automóvel esteja sempre ao alcance da sua mão e permite-lhe, por exemplo, preparar melhor o seu trajeto, prosseguir a navegação a pé depois de sair do automóvel e, no regresso, acompanhá-lo até onde o deixou. Além disso, pode trancar o veículo, acionar a buzina e ligar as luzes à distância. Por último, assegura uma gestão otimizada da manutenção, através do seguimento do histórico dos contratos e do estado geral do automóvel com o auxílio de lembretes ou, ainda, em alguns países, da possibilidade de fazer uma marcação diretamente com o concessionário.

Todas as informações estão disponíveis no website easyconnect.renault.com, com o suporte, a biblioteca de aplicações, a comunidade online e o conjunto de tutoriais e FAQ (Perguntas Frequentes) relativamente ao seu automóvel.


Modularidade incomparável e personalização MULTI-SENSE a bordo do Novo CAPTUR

Os 11 centímetros ganhos no comprimento do Novo Captur, relativamente à anterior geração, têm um significativo impacto na habitabilidade. O espaço disponível para passageiros e bagagem evoluiu significativamente: mais 17 mm de raio ao nível dos joelhos nos lugares traseiros e mais 81 litros de volume de porta-bagagens. Assim, o Novo Captur propõe um amplo espaço de carga de 536 litros, até 27 litros em locais de arrumação interior e, sobretudo, uma modularidade absolutamente incomparável.

Elemento-chave do conforto e da modularidade do Captur, o banco traseiro deslizante mantém-se nesta segunda geração. Pode ser posicionado com toda a facilidade, tanto a partir do habitáculo como do porta-bagagens, com 18 cm de amplitude (mais 2 cm do que anteriormente), oferecendo mais espaço para os passageiros ou para as bagagens. O encosto do banco também pode ser rebatido seguindo a configuração 1/3-2/3, para obter um comprimento de carga máximo de 1,57 m. A modularidade interior também se reflete no porta-bagagens, com uma prateleira que pode compartimentar o volume de carga em dois níveis.

Além do «Smart Cockpit» que contribui para uma condução mais imersiva, o Novo Captur dispõe de numerosos trunfos para oferecer aos ocupantes a melhor experiência de vida a bordo. O teto de abrir semi-panorâmico contribui para melhorar a luminosidade do habitáculo, enquanto os bancos, como também o para-brisas e o volante, podem ser aquecidos para proporcionar uma atmosfera mais agradável nas estações frias do ano.

BOSE®, som premium e tecnologia otimizada

Parceira da Renault há mais de dez anos, a BOSE® aperfeiçoou o sistema de som premium para o Novo Captur. Totalmente reformulado, com componentes e altifalantes novos e mais eficientes, bem como uma nova calibração sonora, oferece uma experiência de audição mais pura e cristalina, seja qual for o lugar ocupado no automóvel.

O sistema de som Bose do Novo Captur dispõe agora de nove altifalantes, incluindo dois «tweeters» adicionais nas portas traseiras. Conta também com um subwoofer compacto e inédito: o Fresh Air SpeakerTM* (FAS). Numa estreia mundial em veículos Renault, como o Novo Clio e o Novo Captur, o FAS oferece um desempenho de nível superior na reprodução das baixas frequências e os graves são enviados para o habitáculo através de um sistema de condutas, patenteado, integrado na estrutura do automóvel. No Novo Captur, este sistema de caixa Fresh Air Speaker é montado na guarnição lateral esquerda do porta-bagagens, sem impacto no volume disponível.

No espírito da personalização que é apanágio do Novo Captur, os ocupantes podem escolher o ambiente sonoro que desejam, através da ativação ou desativação do modo «surround», no ecrã de regulações áudio, passando assim de um som global e frontal, como se se estivesse num estúdio, para um som mais imersivo e acolhedor. E, para garantir a melhor experiência sonora durante toda a viagem, o sistema Bose está equipado com a tecnologia «Dynamic Speed Compensation», que ajusta automaticamente o volume e a equalização da música em função da velocidade.

* A tecnologia Fresh Air SpeakerTM está licenciada à Bose pela Blueprint Acoustics PTY Ltd.

Ficha técnica do Novo Renault CAPTUR

Comprimento: 4 228 mm

Largura: 1 797 mm

Altura: 1 566 mm

Distância entre eixos: 2 639 mm 

Volume da bagageira: 536 l

Motorizações

TCe 100 / Cx Manual 5 velocidades

TCE 130 FAP / Cx Manual 6 ou EDC 7

TCe 155 FAP / EDC 7

Blue dCi 95 / Cx. Manual 6

Blue dCi 115 / Cx. Manual 6 ou EDC 7

E-TECH Plug-in híbrido

autonews.pt @ 9-7-2019 12:30:00

Galeria de fotos