Cupra UrbanRebel Concept brilhou em Munique

Jorge Diez Diretor Design da Cupra revela os segredos do conceito

Para criar a futura da visão elétrica da Cupra. Este foi o desafio enfrentado pela equipa de design da CUPRA, com a liberdade que lhes foi dada para criar um concept car. E assim nasceu a Cupra UrbanRebel Concept, um modelo inspirado no mundo dos desportos motorizados que mostra a interpretação mais radical de um automóvel elétrico urbano. 

autonews.pt @ 16-9-2021 12:18:23

Como foi este desafio para a equipa de design? Jorge Diez, Diretor Design da CUPRA, explica como conseguiram o modelo mais rebelde para a era elétrica.

Como surgiu a ideia de criar o Conceito da CUPRA UrbanRebel?

Decidimos primeiro em que pilares da filosofia da marca devemos assentar o design da CUPRA. E adaptámos esses pilares a este modelo, que é uma versão muito mais progressiva, mais expressiva. Pretendemos sempre assumir um compromisso visionário, cuja essência refletiremos mais tarde no próximo veículo elétrico urbano, a ser lançado em 2025.

Para além do mundo das corridas, o que mais o inspirou?

A equipa de design foi também inspirada pela Geração Z, uma geração altamente gamificada. Se se está a planear um projeto visionário, é preciso ter em conta a mentalidade das pessoas que o vão desfrutar. O design que delinearam desde o início era altamente digital.

Paralelamente a este design transgressivo, a equipa Color&Trim fez uma mudança revolucionária na estética da marca, influenciada pelos videojogos. É por isso que as cores são mais vivas. Após centenas de testes, incorporaram violetas e amarelos fluorescentes e gráficos que fazem lembrar totalmente os pixéis nos videojogos.

Também nos inspirámos no lado humano, olhando para o futuro. Um exemplo é a linha lateral que é posicionada dinamicamente e aponta para a frente. O automóvel, por exemplo, também não tem janela de trás, porque na nossa filosofia de design estamos sempre virados para o futuro.


Quais são os elementos mais característicos deste concept car?

Cada detalhe da viatura fala da evolução da linguagem CUPRA, mas há um elemento em que conseguimos levar a sua simplicidade até aos limites do design.

Algo tão simples como um triângulo, que é a base do logótipo da CUPRA, que se reflete em diferentes partes: o novo visual com faróis triangulares compõe-se de três outros triângulos, o desenho dos faróis traseiros, as linhas laterais convergindo para um ponto... apresenta vários triângulos desconstruídos.

Decidimos fazer isto a partir dos esboços iniciais em papel, porque as formas puras são muito mais fáceis de lembrar, tal como os quadrados e os círculos que aprendemos na infância. Escolhemos o triângulo porque é a forma mais dinâmica e pode mostrar a direção, apontando sempre para a frente.

E o que destacaria sobre o Conceito CUPRA UrbanRebel?

Gosto da atitude do veículo como um todo, em vez de destacar uma parte específica. O papel é o que faz o veículo, a atitude que ele tem. É atrativo, tem uma atitude que transforma tudo: aquela decisão, aquela condição de querer mudar alguma coisa, faz-nos apaixonar por ela. E é isso que fazemos na CUPRA. 

Que mensagem pretende transmitir com este protótipo?

A mensagem é que as viaturas elétricas podem ser altamente emocionais, que a vida é emoção e que se deve desfrutá-la todos os dias. É por isso que quisemos concentrar toda a essência da CUPRA num formato compacto de pouco mais de 4 metros de comprimento, com a sua essência e os pilares unidas num único objeto como um manifesto. Esta é a primeira vez que um modelo compacto foi desenvolvido de forma tão desportiva, porque acreditamos que é preciso divertir-se enquanto se conduz na cidade.

Na CUPRA acreditamos que se pode desenvolver um apelo emocional, mesmo em proporções de quatro metros. A emoção que o veículo transmite é o que mais nos agrada. Fabricamos automóveis para que as pessoas não fiquem indiferentes; queremos ser transgressores, mesmo que isso signifique que nem todos gostem. Tentamos aumentar o volume das emoções o mais alto possível.

autonews.pt @ 16-9-2021 12:18:23


Clique aqui para ver mais sobre: Carros elétricos - notícias e tecnologia