Dois novos Caddy de uma só vez

Caddy Maxi TGI alimentada a GNC e a Edição Especial Dark Label

O Caddy da Volkswagen Veículos Comerciais (VWCV) está agora disponível em duas novas versões: com motorização TGI alimentada a GNC e numa elegante edição especial designada Dark Label. A Volkswagen Veículos Comerciais está assim a expandir a sua gama Caddy com variantes atrativas, que podem também ser combinadas uma com a outra.

autonews.pt @ 25-7-2022 13:06:10

A extensa gama de motores a gasolina e Diesel do Caddy foi agora ampliada, na versão de carroçaria Maxi, 35 centímetros mais longa, com a adição de uma motorização alimentada a combustível alternativo: agora passa a estar também disponível com um motor a GNC (Gás Natural Comprimido).

O propulsor sobrealimentado de 1,5 litros de cilindrada fornece 131 cavalos de potência e proporciona um bom desempenho de condução e um baixo consumo de energia no maior dos Caddy. O Caddy Maxi TGI atinge, por exemplo, a classificação energética A+, tornando-o no único veículo da gama a consegui-lo.

O Caddy TGI pode ser utilizado de uma forma especialmente atrativa, quer do ponto de vista financeiro, quer do ponto de vista ambiental, consumindo Bio-GNC. O custo do GNC é muito inferior ao da gasolina ou do gasóleo. Um quilograma de GNC também fornece cerca de 1,5 vezes mais energia do que um litro de gasolina e 1,3 vezes mais do que um litro de gasóleo. De forma a conseguir utilizar um automóvel com um custo equivalente ao do Bio-GNC, o preço do gasóleo teria de ser de aproximadamente 75 cêntimos por litro e a gasolina teria de ser ainda mais barata, apenas 65 cêntimos por litro.

Níveis de emissões muito mais baixos do que os dos motores de combustão interna convencionais e até uma condução totalmente neutra em carbono são possíveis através do consumo de Bio-GNC no Caddy TGI. O metano pode ser produzido, por exemplo, a partir de palha ou lodo.


A extensa gama de motores a gasolina e Diesel do Caddy foi agora ampliada, na versão de carroçaria Maxi, 35 centímetros mais longa, com a adição de uma motorização alimentada a combustível alternativo: agora passa a estar também disponível com um motor a GNC (Gás Natural Comprimido).

O propulsor sobrealimentado de 1,5 litros de cilindrada fornece 131 cavalos de potência e proporciona um bom desempenho de condução e um baixo consumo de energia no maior dos Caddy. O Caddy Maxi TGI atinge, por exemplo, a classificação energética A+, tornando-o no único veículo da gama a consegui-lo.

O Caddy TGI pode ser utilizado de uma forma especialmente atrativa, quer do ponto de vista financeiro, quer do ponto de vista ambiental, consumindo Bio-GNC. O custo do GNC é muito inferior ao da gasolina ou do gasóleo. Um quilograma de GNC também fornece cerca de 1,5 vezes mais energia do que um litro de gasolina e 1,3 vezes mais do que um litro de gasóleo. De forma a conseguir utilizar um automóvel com um custo equivalente ao do Bio-GNC, o preço do gasóleo teria de ser de aproximadamente 75 cêntimos por litro e a gasolina teria de ser ainda mais barata, apenas 65 cêntimos por litro.

Níveis de emissões muito mais baixos do que os dos motores de combustão interna convencionais e até uma condução totalmente neutra em carbono são possíveis através do consumo de Bio-GNC no Caddy TGI. O metano pode ser produzido, por exemplo, a partir de palha ou lodo.

autonews.pt @ 25-7-2022 13:06:10


Clique aqui para ver mais sobre: Auto News, Mercado Automóvel e Novidades