Hugo Hernandez invicto no Estoril e melhor rookie

O final de época perfeito para Hugo Hernandez. No fim-de-semana em que Miguel Matos se sagrou vencedor da Fórmula Ford Portugal, o jovem piloto espanhol não só venceu as duas corridas no Estoril como assegurou, ainda, o título de melhor rookie. Na última contenda do ano, Eduardo Leitão fechou em segundo, naquela que foi a sua estreia na disciplina, e Duarte Carvalho completou a prova no terceiro posto.

autonews.pt @ 13-11-2017 15:26:32

Hugo Hernandez

Hugo Hernandez

Com a questão do título na Fórmula Zetec, a principal categoria desta competição, já resolvida no dia de ontem, o principal interesse para a segunda corrida estava, para além de se saber a classificação final, no troféu de melhor entre os estreantes. Hugo Hernandez tinha, com a vitória da véspera, dado um passo importante em direcção a esse troféu. A isso, juntou-se o abandono de Duarte Carvalho, piloto que chegou líder ao Estoril. Os dois iriam decidir tudo na derradeira oportunidade que tinham para competir em 2017.

O espanhol estava em vantagem. O primeiro lugar da véspera dava-lhe uma posição na frente da grelha de partida. Aproveitou para ganhar terreno e ao longo dos 20 minutos foi sempre o mais forte. Miguel Matos, que também largou dos primeiros lugares, fechou em segundo (primeiro FZ) e Eduardo Leitão acabou em terceiro (segundo FZ). Mas a classificação viria a sofre alterações já depois do fim. Na penúltima volta, Leitão, Matos e Duarte Pires seguiam praticamente colados. Houve um toque e os comissários atribuíram a responsabilidade ao novo vencedor da Fórmula Ford Portugal que, assim, em vez de ser segundo acabou em nono. Duarte Carvalho empreendeu uma recuperação impressionante e, depois de sair das últimas posições, ainda acabou em quarto que se transformaria no terceiro. Apesar da boa prestação, viu-se obrigado a entregar o troféu de melhor rookie ao seu adversário.

Diogo Sousa foi quarto nesta corrida, à frente de Duarte Pires, Vasco Ferreira e João Silva. Rosário Sottomayor voltou a estar em bom plano, ao fechar no oitavo lugar, enquanto Vítor Sampaio foi décimo. Na Fórmula Kent, António Santos Mendonça voltou a ser rei e senhor. Tirou todo o partido do impressionante Merlin MK17 e foi o único a rodar na volta dos mais competitivos Zetec. Andrew Mansell e Philip Walker foram segundo e terceiro, respectivamente.

Para Diogo Ferrão, responsável pela organização da Fórmula Ford Portugal, a época terminou em grande. “Assistimos a duas corridas cheias de animação, intensas e espectaculares. Só tivemos decisões em relação às principais categorias nesta derradeira jornada. O Miguel Matos acaba por suceder ao César Machado e ao José Pedro Faria depois de um ano muito constante. Aqui geriu bastante bem as necessidades. Nos rookies, o Hugo Hernandez teve um final de época brilhante. Já tinha ganho no Algarve e agora fez o pleno no Estoril. Neste regresso da Ford às pistas nacionais, tivemos magníficos fins-de-semana de competição, numa simbiose muito interessante entre os jovens lobos que fazem a escola do desporto automóvel e os gentlemen drivers que continuam a correr com fórmulas lindíssimos e que merecem estar em pista”, esclareceu.

autonews.pt @ 13-11-2017 15:26:32



Últimas notícias